Morro do Moreno: Desde 1535
Site: Divulgando há 16 anos Cultura e História Capixaba

Rua Dr. João Santos Neves (ex-rua do Ocidente) – Por Elmo Elton

Rua Dr. João Santos Neves (ex-rua do Ocidente) – Por Elmo Elton

Chamou-se, a princípio, Rua da Caridade, depois ficou conhecida como rua do Ocidente. No início deste século, recebeu o nome de Misael Pena

Rua Primeiro de Março (ex-rua da Mangueira) – Por Elmo Elton

Rua Primeiro de Março (ex-rua da Mangueira) – Por Elmo Elton

Começava na escadaria do Palácio e terminava na Rua General Osório, sendo a área enladeirada

Rua Dois de Dezembro (ex-rua do Beco) – Por Elmo Elton

Rua Dois de Dezembro (ex-rua do Beco) – Por Elmo Elton

Tinha começo em frente à Loja Maçônica Ordem e Progresso, onde se construíra um chafariz, e terminava no largo da Matriz, quase paralela à José Marcelino

Praça D. Luiz Scortegagna (ex-largo da Matriz) – Por Elmo Elton

Praça D. Luiz Scortegagna (ex-largo da Matriz) – Por Elmo Elton

O largo da Matriz não tinha calçamento, era de chão batido. Desaparecidas as ruas 2 de Dezembro e Domingos Martins, a área, antes exígua, se ampliou 

Rua Cerqueira Lima (ex-ladeira da Matriz) – Por Elmo Elton

Rua Cerqueira Lima (ex-ladeira da Matriz) – Por Elmo Elton

Tinha começo na Rua Domingos Martins, era cortada pela Rua das Flores, terminando na Duque de Caxias

Rua Adão Benezath (ex-rua do Cruzeiro) – Por Elmo Elton

Rua Adão Benezath (ex-rua do Cruzeiro) – Por Elmo Elton

Parte desta rua foi prejudicada com a abertura da rua (ex-ladeira) Dom Fernando. Situa-se ao lado do outeiro onde se erguia o Convento de São Francisco, terminando na ladeira da Tapera

Rua Santos Pinto – Por Elmo Elton

Rua Santos Pinto – Por Elmo Elton

Rua Santos Pinto, essa artéria, desaparecida quando da abertura da Rua Nestor Gomes, situava-se onde se construiu o jardim fronteiro à Praça João Clímaco

Rua José Marcelino (ex-Rua Grande) – Por Elmo Elton

Rua José Marcelino (ex-Rua Grande) – Por Elmo Elton

Contava, até fins da década de 20, com vários sobrados, enfileirados, "as sacadas guarnecidas de gradis de ferro batido, apainelados, cujos parapeitos se rematavam com pinhas de vidro colorido”

Rua São Francisco – Por Elmo Elton

Rua São Francisco – Por Elmo Elton

O referido cruzeiro, de pedra lavrada, artístico, medindo quase dois metros acima do pedestal, foi demolido em 1925

Rua Cristóvão Colombo (desaparecida) – Por Elmo Elton

Rua Cristóvão Colombo (desaparecida) – Por Elmo Elton

Da antiga Cristóvão Colombo resta um trechinho de nada, ao lado da Barão de Monjardim, sendo que uma escadaria, ao término da extinta rua, tem, agora, o nome do descobridor. A escadaria, estreita, em rampa íngreme, dá subida para o morro do Vigia