Morro do Moreno: Desde 1535
Site: Divulgando há 16 anos Cultura e História Capixaba

Ano de 1864 – Por Basílio Daemon

Ano de 1864 – Por Basílio Daemon

Em 1864 é contratada a iluminação da cidade por novo sistema de lampiões a querosene

Ano de 1865 – Por Basílio Daemon

Ano de 1865 – Por Basílio Daemon

Falece nesta capital, a 15 de março de 1865, o guardião do Convento dos Franciscanos frei João Nepomuceno Valadares

Ano de 1862 – Por Basílio Daemon

Ano de 1862 – Por Basílio Daemon

Em 1862 é publicado na Revista do Instituto Histórico do Brasil, um pequeno dicionário sobre a topografia da província pelo espírito-santense Brás da Costa Rubim

Ilha da Forca - Pelourinho Capixaba

Ilha da Forca - Pelourinho Capixaba

O que é Pelourinho? Coluna de pedra ou de madeira, em praça ou sítio público, e junto da qual se expunham e castigavam criminosos...

Ano de 1858 – Por Basílio Daemon

Ano de 1858 – Por Basílio Daemon

É nomeado por carta imperial de 17 de dezembro deste ano, para presidente desta província, o bacharel Pedro Leão Veloso   

A natureza na corda bamba - Parque Estadual Paulo Cesar Vinha

A natureza na corda bamba - Parque Estadual Paulo Cesar Vinha

A depredação da área de restinga do litoral sul capixaba acontece numa rapidez assustadora. Ainda em tempo de evitar o seu total desequilíbrio

Como foram povoadas as terras capixabas - (Parte 1)

Como foram povoadas as terras capixabas - (Parte 1)

Além da carta, pouco favorável à nossa terra — nas questões econômicas — pois não falava de ouro ou metais preciosos, mas apenas dos índios e que "a terra é boa em se plantando tudo dá",

Como foram povoadas as terras capixabas - (Parte 2)

Como foram povoadas as terras capixabas - (Parte 2)

O Espírito Santo foi o primeiro estado brasileiro a ter uma lei que deu fundamentação jurídica à questão de terras.

Ano de 1854 – Por Basílio Daemon

Ano de 1854 – Por Basílio Daemon

Falece no Riacho e é conduzido seu cadáver para a vila de Santa Cruz, onde foi enterrado, o naturalista francês Dr. João Teodoro Descourtilz   

Ano de 1853 – Por Basílio Daemon

Ano de 1853 – Por Basílio Daemon

Brás da Costa Rubim, filho do governador Francisco Alberto Rubim, se propunha à oferecer-lhe quatrocentos volumes em livros e cadernos para a criação de uma biblioteca