Morro do Moreno: Desde 1535
Site: Divulgando há 16 anos Cultura e História Capixaba

O mais importante jornal da Rua Sete – Tinoco dos Anjos

O mais importante jornal da Rua Sete – Tinoco dos Anjos

Seria bom que um grupo de estudantes do curso de Comunicação da UFES se dispusesse a levantar e a contar a história de O Diário, sem esquecer o lado folclórico

Cascatopres – Renato Dias Ribeiro

Cascatopres – Renato Dias Ribeiro

O sábado determinava, pelos seus próprios ingredientes, algumas mudanças na rotina do velho jornal O Diário

A imprensa de ontem e de hoje – Por Ormando Moraes

A imprensa de ontem e de hoje – Por Ormando Moraes

Naquele tempo nós recebíamos os jornais aos montes, principalmente o Diário da Manhã, desta capital,

Obrigado Antenor – Paulo Maia

Obrigado Antenor – Paulo Maia

Foi no princípio de 1969, que fui procurado por Olair Passos, então revisor do jornal A Tribuna, que naquela época funcionava na Rua Aristides Freire, na Capixaba 

Bad Trip (má viagem) – Por Maura Fraga

Bad Trip (má viagem) – Por Maura Fraga

Certa tarde cinzenta, no início de 1970, não sei precisar o mês, fui destacada para cobertura sem grande importância, no aeroporto de Goiabeiras

Imprensa Escrita: Luz no fim do beco ou túnel sem saída? - Milson Henriques

Imprensa Escrita: Luz no fim do beco ou túnel sem saída? - Milson Henriques

O tema é farto. Eu poderia escrever dez páginas sobre a imprensa de Vitória dos últimos trinta anos. Até um livro

Memórias da Redação – Por Márzia Figueira

Memórias da Redação – Por Márzia Figueira

Entrei de salto alto, saia justa e cabelo em, coque-banana, muito em moda na época, no melhor estilo dondoca 

Capitão Romão x Capitão Maziero – Por Osvaldo Oleari

Capitão Romão x Capitão Maziero – Por Osvaldo Oleari

O ano de 1968 sacudiu os mundos, Paris no meio, e nós, ilhados botocudos da imprensa tupiniquim, ainda curtindo aquela capixabice preguiçosa e pachorrenta a nós legada pelos descobridores-invasores 

Alfredo, o homem que vendia jornais – Por Marien Calixte

Alfredo, o homem que vendia jornais – Por Marien Calixte

Um homem que ajudou os amigos e deles nada cobrou em troca, não pediu retribuição, quando é este o ato mais comum nas relações humanas

A guerra do sete dias – Por José Costa

A guerra do sete dias – Por José Costa

Viajei num raio ao passado e desci no jornal 7 Dias, onde conheci o estoicismo, cada edição era uma história, um desafio, uma prova de obstáculos

Pesquisa

Facebook