Morro do Moreno: Desde 1535
Site: Divulgando há 16 anos Cultura e História Capixaba

Comércio de escravos no Itabapoana

Comércio de escravos no Itabapoana

O rio sustentou uma sociedade oligárquica e escravocrata, onde o tráfico de negros africanos era uma importante fonte de lucro

Seminário sobre o uso da água - Bacia do Rio Itapemirim

Seminário sobre o uso da água - Bacia do Rio Itapemirim

Agricultores dos 17 municípios que compõem a Bacia do Rio Itapemirim vão receber orientação sobre a outorga e licenças para barragens

Rio Itabapoana integra três estados

Rio Itabapoana integra três estados

A Bacia do Itabapoana passa por 18 municípios, sendo 9 capixabas, 5 fluminenses e outros 4 mineiros, antes de desaguar no Oceano Atlântico 

Ameaça de desertificação na Bacia do Itapemirim

Ameaça de desertificação na Bacia do Itapemirim

A utilização inadequada do solo e a poluição dos mananciais criaram problemas que comprometem a bacia do rio 

Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio Itapemirim

Comitê da Bacia Hidrográfica do Rio Itapemirim

O Comitê do Rio Itapemirim já discute o termo de referência para elaboração do plano

Da Bacia do Itapemirim para o mundo

Da Bacia do Itapemirim para o mundo

O Espírito Santo é o maior exportador de rochas ornamentais do Brasil, representando 65% das vendas do País

Câmara Cascudo para Ceciliano Abel de Almeida (Prefácio do livro)

Câmara Cascudo para Ceciliano Abel de Almeida (Prefácio do livro)

Uma vida como a do Engenheiro e Professor Ceciliano Abel de Almeida dignifica a espécie, a humana no geral e a brasileira no particular

Os ianques do Rio Doce

Os ianques do Rio Doce

Só a minoria de estudiosos tem informações sobre os imigrantes norte americanos, que vieram desembarcaram no Espírito Santo em busca de terras

Os primeiros navegadores do Rio Doce

Os primeiros navegadores do Rio Doce

Na procura de riquezas, ouro e pedras preciosas, as inúmeras “estradas líquidas” de nossas bacias hidrográficas ocuparam um lugar de destaque, já que eram as únicas vias acesso

Assim é o Rio Doce - Por Nelson Abel de Almeida (1962)

Assim é o Rio Doce - Por Nelson Abel de Almeida (1962)

Perlustrando-se as páginas, quer dos autores antigos, quer dos modernos, sente-se que eles debatem em uma dúvida imensa, quando pretendem fixar as nascentes do Rio