Morro do Moreno: Desde 1535
Site: Divulgando há 16 anos Cultura e História Capixaba

Vasco Fernandes Coutinho

Vasco – Por quê a Ilha do Frade para Valentim Nunes?

Vasco – Por quê a Ilha do Frade para Valentim Nunes?

Nunca fui plebeu. Disfarcei minha condição para me proteger na cadeia. Meu nome é Valentim Nunes

Carta Foral a Vasco Fernandes Coutinho - de 07 de outubro de 1534

Carta Foral a Vasco Fernandes Coutinho - de 07 de outubro de 1534

Já disseram que a carta de Pero Vaz de Caminha é a certidão de nascimento do Brasil. Em relação ao Espírito Santo, podemos considerar como sua certidão, a Carta Foral do Rei Dom João III ao fidalgo Vasco Fernandes Coutinho donatário da Capitania do Espírito Santo

Vasco Fernandes Coutinho - O 1º Morador da Praia da Costa

Vasco Fernandes Coutinho - O 1º Morador da Praia da Costa

O local onde residiram os três primeiros donatários da Capitania do ES, mais tarde passou a pertencer a Família Freitas, o que vem a ser comprovado pela certidão do Arquivo Público do Estado do Espírito Santo

O Vasco do Espírito Santo - Por Francisco Aurélio Ribeiro

O Vasco do Espírito Santo - Por Francisco Aurélio Ribeiro

Portanto, Vasco Cominho chegou aqui, premeditadamente, no dia da festa de Pentecostes, para tomar posse sua capitania, a que nomeou do Espírito Santo

O 2º donatário: Vasco Fernandes Coutinho Filho

O 2º donatário: Vasco Fernandes Coutinho Filho

Vasco Fernandes Coutinho Filho propiciou um período de tranqüilidade à Capitania: novas construções de engenhos, desenvolvimento da catequese e levantamento da igreja dos jesuítas

Na travessia do Atlântico Vasco Coutinho trouxera a família?

Na travessia do Atlântico Vasco Coutinho trouxera a família?

Os historiadores Jaboatão, Brás Rubim e Basílio Daemon informam que o desembarque ocorreu nas fraldas do penhasco onde mais tarde foi construído o santuário da Penha...

Grupo Escolar Vasco Coutinho - Marco Cultural de Vila Velha

Grupo Escolar Vasco Coutinho - Marco Cultural de Vila Velha

Fundado em 1931, ainda nos primórdios do atual desenvolvimento de nossa terra, época repleta de dificuldades, cheia de obstáculos e carente de recursos, o “Vasco Coutinho” floresceu aos poucos, qual semente regada com carinho e dedicação, para alcançar nos nossos dias o apogeu de seu objetivo: oferecer o que de melhor for possível aos alunos que o freqüentam.

Vida Escolar - Grupo Escolar Vasco Coutinho - (Parte I)

Vida Escolar - Grupo Escolar Vasco Coutinho - (Parte I)

No Grupo Escolar Vasco Coutinho cada carteira acomodava confortavelmente dois alunos.Essas carteiras eram compostas de duas partes distintas: do assento, na frente, e do tampo, que servia de mesa e depósito para cadernos e livros dos alunos que se sentavam na carteira de trás, e que era localizada na parte posterior do móvel

Vida Escolar – Grupo Escolar Vasco Fernandes Coutinho (2ª Parte - final)

Vida Escolar – Grupo Escolar Vasco Fernandes Coutinho (2ª Parte - final)

Em 1931, surge o Grupo Escolar “Vasco Coutinho”, pelo Decreto n° 1.720 de 23 de outubro. O diretor de então era Flávio Moraes. Em 1932 é iniciada a construção do prédio atual da escola

A doação da ilha de Vitória - Considerações iniciais

A doação da ilha de Vitória - Considerações iniciais

A Carta Régia de 1549 sobre a doação da ilha de Santo Antônio a Duarte de Lemos por Vasco Fernandes Coutinho