Morro do Moreno: Desde 1535
Site: Divulgando há 16 anos Cultura e História Capixaba

A investida frustrada dos holandeses

Invasão dos Holandeses

No tempo das conquistas holandesas, a Capitania do Espírito Santo sofreu diversos assaltos. Tanto em 1625 como em 1643, os portugueses saíram vencedores, não sem a cooperação dos Franciscanos. Jaboatão, que conta esta última vitória, refere logo em seguida uma investida contra o Santuário da Penha, mas milagrosamente frustrada.

Haviam os holandeses, tomado porto na Vila Velha e já começavam a fortificarem-se quando diante de seus olhos o Santuário ia se transformando em castelo, cercado de fortes muralhas e defendido por um esquadrão de soldados. Do monte descia muita gente a pé e a cavalo, todos "com armas luzentes e bem preparadas". No morro, entretanto, não tinha ficado pessoa alguma e a própria Imagem tinha sido removida para o Convento de S. Francisco.

À vista deste espetáculo aterrador, os holandeses fugiram desordenadamente e recolheram-se às suas naus. Foram, porém, acometidos por um pequeno grupo de moradores, que lhes, mataram uns quarenta homens.

O fato deu-se no dia 22 de setembro, dia dos santos soldados mártires da legião tebana, com seu capitão S. Maurício. Por este motivo, os moradores, além de agradecerem a Nossa Senhora a defesa de seu Santuário, interpretaram o esquadrão ao pé do castelo como sendo a legião tebana, que no dia de seu martírio veio prestar socorro. Erigiram depois no Santuário, num dos arcos da Epístola, um altar em honra de S. Maurício e fundaram uma confraria.

 

Fonte: O Convento de N. Senhora da Penha do Espírito Santo, ano 1965
Autor 1: Frei Basílio Rower
Autor 2: Frei Alfredo W. Setaro
Compilação: Walter der Aguiar Filho, março/2015

Convento da Penha

O genial Vitor Meireles no Convento da Penha no ano de 1871

O genial Vitor Meireles no Convento da Penha no ano de 1871

Os pincéis mágicos que imortalizaram as grandes telas históricas também estiveram na Penha, manejados pelo genial Vitor Meireles

Pesquisa

Facebook

Leia Mais

A Natureza e a Obra – Por Norbertino Bahiense

A história do Convento da Penha constitui um dos preciosos capítulos na própria História do Brasil e, talvez, o primeiro da História do Espírito Santo

Ver Artigo
As Terras do Convento – Por Nobertino Bahiense

O documento de doação feita pela Governadora da Capitania do Espírito Santo, Da. Luísa Grinalda, desde a longínqua data de 6 de dezembro de 1591

Ver Artigo
A Arquitetura do Convento da Penha, pela voz de um técnico americano

O Alpendre, que, avançando, projeta ao espaço, por assim dizer, a sobriedade das linhas retas e formas sólidas das paredes da fachada

Ver Artigo
O Roubo de 1925 ao Convento da Penha - Por Norbertino Bahiense

O Convento foi assaltado e roubado por mãos criminosas que levaram o manto, a coroa e as jóias da imagem de Nossa Senhora da Penha

Ver Artigo
Pedro Palácios – Por Solimar de Oliveira

Ave, condor da fé, que aos píncaros supremos elevastes, a arder na religiosa unção

Ver Artigo