Morro do Moreno: Desde 1535
Site: Divulgando há 16 anos Cultura e História Capixaba

A origem da Praia da Costa

Foto: Edson Quintaes

Ao tomar posse da Capitania do Espírito Santo em 1535, Vasco Fernandes Coutinho reservou para si uma área que veio a ser conhecida como " Fazenda da Costa" . Construiu a sua sede no pequeno " Sítio do Ribeiro", onde edificou a Casa Grande. Nesse Sítio Histórico, viveu até seu último dia.

Ali também residiu seu filho, o segundo donatário e sua esposa, dona Luíza Grinalda, primeira governadora em terras do Brasil, e serviu de hospital para repouso do padre José de Anchieta.

Em 1589, faleceu na Fazenda da Costa Vasco Fernandes Coutinho Filho.

Damos um salto na história, e em outubro de 1929, a " Empresa Brazileira de Engenharia, Comércio e Finança" separou parte da Fazenda da Costa e contratou o Doutor Joel da Escócia para loteá-la. Mais tarde, no governo revolucionário, o Interventor do Estado, Doutor João Punaro Bley, desapropriou todo o loteamento para nele ser edificado o Preventório Gustavo Capanema e residência oficial do Governador.

No governo de Aristeu Borges de Aguiar (1930), foi construída a ponte sobre o Rio da Costa, próximo de onde hoje é a loja do Mac Donald´s.

Com a construção da ponte e do preventório, a Praia da Costa passou a ser frequentada por autoridades e pelo povo. Com a frequência dessas visitas e dos banhistas, foi inaugurado o Bar Sereia e o Posto 1 (primeiro posto de salva-vidas do Estado).

Entusiasmado com o sucesso de vendas dos loteamentos anteriores, Itapoã e Garanhus, de propriedade de Carvalho & Cia e Aloísio Freitas, o senhor João Joaquim da Mota resolveu lotear a sua gleba litorânea.

Assim, na Praia da Costa surgiram as primeiras residências, tais como as dos senhores Gastão Roubach, Francisco Rocha e Dr. Dório Silva.

 

Autores: Jair Santos e Edward D´Alcantara. (Transcrito do Jornal da Praia da Costa)

 

LINKS RELACIONADOS:

>> Loteamento da Praia da Costa
>>
 
Mais Praia da Costa 
>>
 
Praia da Costa ontem e hoje
>>
 
Em busca do mar 
>>
 Os "points" da Praia da Costa  
>>
 
Vila Velha
>> 
Terceira Ponte



GALERIA:

📷
📷


Especiais

O discurso homossexual na literatura do ES - Parte IV

O discurso homossexual na literatura do ES - Parte IV

A partir do final dos anos 70 e início dos 80, começaram a ocorrer no Brasil, movimentos organizados reivindicatórios dos direitos dos negros, das mulheres, dos índios e dos homossexuais

Pesquisa

Facebook

Leia Mais

Oferecido pelo sócio Basílio Daemon Carvalho,1800

Termo de batismo de Rodrigo, filho legítimo do governador da capitania do Espírito Santo, Antônio Pires da Silva Pontes Leme

Ver Artigo
A volta do presidencialismo

A relativa calmaria política trazida com o parlamentarismo logo cedeu lugar ao clima de golpe

Ver Artigo
A dobradinha Jan-Jan – Por Vitor Amorim de Angelo

Durante todo seu governo, Juscelino Kubitschek tentou equilibrar-se entre os dois projetos em jogo

Ver Artigo
Campanha da Legalidade – Por Vitor Amorim de Angelo

João Goulart estava em Cingapura quando recebeu a notícia de que Jânio havia renunciado 

Ver Artigo
Democracia e golpe

Henrique Teixeira Lott deixou o ministério da Guerra no início de 1960 para disputar as eleições presidenciais de novembro

Ver Artigo