Morro do Moreno: Desde 1535
Site: Divulgando há 16 anos Cultura e História Capixaba

A primeira delimitação do ES

Mapa com divisão das capitanias do Brasil

A delimitação do território do Estado se prende à Carta Régia de 1º de junho de 1534, de Dom João III, com a qual o soberano doava a Vasco Fernandes Coutinho uma Capitania no Brasil:

"... de cinquenta léguas de terra na dita costa do Brasil, as quais começarão na parte onde acabarem as cinquenta léguas de que tenho feito mercê a Pedro de Campos Tourinho e correrão para a banda do sul tanto quanto couber nas ditas cinquenta léguas entrando nesta Capitania quaisquer ilhas que houver, até dez léguas ao mar na fronteira e demarcação destas cinquenta léguas, de que assim faço mercê ao dito Vasco Fernandes, as quais cinquenta léguas se estenderão na mesma largura pelo sertão a dentro tanto quanto puderem entrar e for de minha conquista."

Sendo de 5.920 metros a légua daquela época, o litoral do Espírito Santo deveria ter 296 quilômetros.

A extensão da costa capixaba é de 418 quilômetros, mas, se tomarmos as retas entre os pontos salientes do litoral, o que aliás, seria a única maneira possível na época, essa extensão se reduzirá a 355 quilômetros, com uma diferença de 20% a mais em relação à Carta Régia.

 

Fonte: Espírito Santo - História de suas lutas e conquistas, 2002
Autora: Neida Lúcia Moraes
Compilação: Walter de Aguiar Filho, dezembro/2010

História do ES

Fortificações da Praça de Vitória

Fortificações da Praça de Vitória

1726 – É mandado levantar neste ano pelo Vice-rei do Estado Conde de Sabugosa, cinco fortalezas na baía desta capital, de que fora incumbido o Engenheiro Nicolau de Abreu

Pesquisa

Facebook

Leia Mais

Ano de 1874 – Por Basílio Daemon

Foi mandado concluir a capela católica da Imperial Colônia do Rio Novo, sob as vistas e direção do engenheiro Joaquim Adolfo Pinto Paca

Ver Artigo
Ano de 1872 – Por Basílio Daemon

A instalação da Loja União e Progresso se deu em 1872 no pavimento térreo do sobrado à rua São Diogo - 29, localizada atrás da Catedral

Ver Artigo
Ano de 1873 – Por Basílio Daemon

Chega neste ano a galera Adolph, capitão Hupfer, procedente de Hamburgo, conduzindo a seu bordo 413 colonos pomeranos, sendo 218 homens e 195 mulheres

Ver Artigo
Ano de 1870 – Por Basílio Daemon

Em 1870 o governo geral, por aviso de 23 de abril deste ano, mandado construir um farol na barra desta capital a bem de servir aos navegantes

Ver Artigo
Ano de 1871 – Por Basílio Daemon

Falece no Convento do Carmo, frei Antônio de Nossa Senhora das Neves, prior do mesmo convento, cargo que ocupava desde 1853

Ver Artigo