Morro do Moreno: Desde 1535
Site: Divulgando há 16 anos Cultura e História Capixaba

Ano de 1766 - Por Basílio Daemon

Planta de Vitória de 1895, dando ideia da localização do Forte de São Diogo

1766. É levantada neste ano pelo engenheiro José Antônio Caldas uma planta do Forte de Nossa Senhora do Carmo, que existiu no lugar em que está hoje colocada a casa e trapiche do Sr. José Francisco Ribeiro, e que fora reconstruído em 1730 por ordem do vice-rei.(272)

Idem. Por carta régia de 22 de março se determinou que fosse criado nesta então capitania um regimento de Infantaria de Milícias e duas companhias de Cavalaria.(273)

Idem. Por provisão do princípio deste ano é nomeado ouvidor da capitania do Espírito Santo o Dr. José Ribeiro Guimarães Ataíde, o qual prestou juramento e tomou posse do dito cargo a 25 de junho deste mesmo ano, constando ter servido esse cargo até o ano de 1777.

Idem [no original, 1751]. É levantada pelo engenheiro José Antônio Caldas, por ordem do vice-rei conde de Azambuja, uma planta do Forte de São Diogo, que existiu na quina da rua e ladeira do mesmo nome, em frente à hoje rua do General Câmara. Naquela época ainda o mar banhava o rochedo em que era ela colocada, existindo ao lado direito um trapiche onde desembarcavam os agricultores trazendo açúcar, aguardente e farinha, e ao lado direito e em frente um armazém com o nome de estanque, no local de uma casa nova pertencente ao Sr. Manoel Ferreira da Silva; este estanque tinha portas para o mar do lado da dita rua do General Câmara, onde atracavam as lanchas.

 

Notas

 

272 Caldas, Planta e fachada do Forte de Nossa Senhora do Monte do Carmo, 04/01/1766

273 Rubim, F. A., Memórias, p. 11

 

Nota do Site: Na planta de 1895 ainda se vê como o mar adrentava a região da atual Praça Costa Pereira no local onde foi constrído o Forte de São Diogo

 

Nota: 1ª edição do livro foi publicada em 1879
Fonte: Província do Espírito Santo - 2ª edição, SECULT/2010
Autor: Basílio Carvalho Daemon
Compilação: Walter de Aguiar Filho, novembro/2019 

Monumentos

Ano de 1767 - Por Basílio Daemon

Ano de 1767 - Por Basílio Daemon

Levantadas por ordem do Conde de Azambuja diversas plantas e perspectivas das fortalezas e fortes da capitania pelo engenheiro José Antônio Caldas, sendo a primeira a do Forte de São João

Pesquisa

Facebook

Leia Mais

Ano de 1766 - Por Basílio Daemon

É levantada pelo engenheiro José Antônio Caldas, por ordem do vice-rei conde de Azambuja, uma planta do Forte de São Diogo 

Ver Artigo
Ano de 1767 - Por Basílio Daemon

Levantadas por ordem do Conde de Azambuja diversas plantas e perspectivas das fortalezas e fortes da capitania pelo engenheiro José Antônio Caldas, sendo a primeira a do Forte de São João

Ver Artigo
A Pietà do Lixo – Dona Domingas

A Pietà do Lixo. Talvez a única escultura do mundo de uma catadora de lixo e sem uma digna biografia

Ver Artigo
100 Anos do Parque Moscoso

Em maio de 1912 era inaugurado pelo presidente Jerônimo de Souza Monteiro a praça Moscoso, no local do antigo Campinho, após as obras de drenagem e ajardinamento do local

Ver Artigo
Parque Moscoso

Originalmente denominado Mangal do Campinho, o Parque Moscoso era constituído por uma área de manguezal.

Ver Artigo