Morro do Moreno: Desde 1535
Site: Divulgando há 16 anos Cultura e História Capixaba

Ano de 1848 – Por Basílio Daemon

Foto tendo o objetivo apenas de ilustrar o trajeto percorrido pela baleia

1848. Assume a administração da província em data de 18 de abril deste ano o vice-presidente coronel José Francisco de Andrade e Almeida Monjardim,(554) por ter partido para a Corte o presidente bacharel Luís Pedreira do Couto Ferraz.

Idem. É instalada neste ano, no 1º de março, a 1ª sessão da 7ª legislatura da Assembleia Legislativa Provincial, concernente aos anos de 1848 a 1849, composta dos deputados provinciais: coronel José Francisco de Andrade e Almeida Monjardim, padre Manoel Antônio Ribeiro dos Santos, capitão João Crisóstomo de Carvalho, Luís da Silva Alves de Azambuja Suzano, Domingos Rodrigues Souto, padre João Luís da Fraga Loureiro, barão de Itapemirim, Antônio Rodrigues da Cunha, coronel Dionísio Álvaro Resendo, José da Silva Vieira Rios, capitão José Ribeiro Coelho, Manoel Goulart de Souza, padre Francisco Antunes de Siqueira, capitão Venceslau da Costa Vidigal, João Teixeira Maia, João Malaquias dos Santos Azevedo, Manoel Caetano Simões, capitão Francisco Rodrigues de Barcelos Freire, Bernardo Francisco da Rocha Tavares e capitão José Marcelino Pereira de Vasconcelos.(555) Na sessão do primeiro ano da legislatura foi composta a mesa: presidente José da Silva Vieira Rios, 1º secretário coronel Dionísio Álvaro Resendo, 2º secretário capitão Venceslau da Costa Vidigal. No segundo ano foi composta a mesa: presidente José da Silva Vieira Rios, 1º secretário capitão Venceslau da Costa Vidigal, 2º secretário capitão Francisco Rodrigues de Barcelos Freire.(556)

Idem. Toma assento na Câmara dos Deputados como representante da província por onde fora eleito deputado o bacharel Luís Pedreira do Couto Ferraz (hoje visconde do Bom Retiro), na 7ª legislatura.

Idem. É elevada à categoria de cidade pela lei provincial nº 1 deste ano a vila de São Mateus.(557)

Idem. Pela lei provincial nº 2, é também elevada a vila a freguesia da Aldeia Velha, com o título de vila de Santa Cruz, com as divisas já marcadas antecedentemente.(558)

Idem. É nomeado por carta imperial de 14 de junho deste ano para presidente da província o bacharel Antônio Pereira Pinto, por ter sido na mesma data exonerado o presidente bacharel Luís Pedreira do Couto Ferraz; o nomeado prestou juramento e tomou posse do cargo a 3 de agosto, sendo exonerado em 31 de outubro deste mesmo ano.(559)

Idem. Tendo sido nomeado neste ano, chega à província do Espírito Santo o ilustrado capuchinho frei Bento de Bubio para o fim de catequizar os índios da antiga aldeia de Guido Pokrane, passando-se depois por nova nomeação para o aldeamento do Guandu e ainda depois para o do Mutum, onde até o ano de 1878 esteve empregado na catequese. Veio moço e robusto e retirou-se velho e alquebrado. Os índios sempre o estimaram e obedeceram.(560)

Idem. A 25 de agosto deste ano aparece à barra desta cidade uma pequena baleia, e entrando subiu a baía até o lugar conhecido por ilha das Caleiras, um e meio quilômetro acima da barra, o que causou grande admiração à população, que nunca tendo visto este cetáceo, concorreu em grande número para vê-la. Depois de algumas horas de estada e evoluções voltou a baleia no mesmo dia baía abaixo, saindo barra fora livremente.

Idem. É principiada no dia 4 de setembro deste ano a esforços do presidente Antônio Pereira Pinto a estrada denominada Santa Teresa, em direção à vila de Cuieté, na província de Minas, principiando a abertura nas margens do rio Santa Maria.(561) O presidente bacharel Luís Pedreira do Couto Ferraz em 1846 dera começo à exploração dessa estrada, que continuou o vice-presidente barão de Itapemirim.(562) Mais tarde o engenheiro Argolo, primeiramente, e depois o engenheiro Hermilo, sendo incumbidos de explorar o melhor traçado de uma estrada de ferro desta capital a Minas, investigaram e estudaram esse local e não encontraram vantagem para o dito traçado e sim dificuldades. Também diversos presidentes por vezes mandaram orçar as despesas a fazerem-se com os melhoramentos necessários da estrada de Santa Teresa, mas não tiveram resultado as despesas feitas nesse sentido, e somente gravame aos cofres públicos.

Idem. Vem neste ano, pela primeira vez à província a mandado do governo geral, o oficial de Marinha capitão-tenente Rafael Lopes de Araújo, a pedido do então presidente Luís Pedreira do Couto Ferraz, a fim de estudar e levantar a planta necessária aos melhoramentos da barra e porto desta capital.(563) Apesar destes estudos e dos posteriores, como fossem em 1854, em que veio também incumbido o tenente de Marinha José Manoel da Costa, e mais tarde, em 1876, o engenheiro André Cernadack, nenhum resultado tirou-se até hoje dos estudos mandados fazer pelo governo geral no sentido de melhorar-se a barra.

Idem. É nomeado, em virtude de autorização imperial em data de 2 de outubro deste ano, para o lugar de comandante da Companhia de Pedestres, que fora criada novamente na província, o capitão reformado do exército Antônio Fernandes de Andrade.(564)

Idem. É nomeado por carta imperial de 31 de outubro deste ano, para presidente desta província, o desembargador Antônio Joaquim de Siqueira, que prestou juramento e tomou posse do cargo a 7 de março do ano seguinte, tendo passado a administração a 21 de julho por ter obtido exoneração.

 

553 Relatório do presidente da província do Espírito Santo o doutor Luís Pedreira do Couto Ferraz na abertura..., 23 de maio de 1847, Estradas de Comunicação com a província de Minas Gerais, p. 64-6.

554 “Mas tendo em 18 de abril último entrado em exercício na qualidade de 2º vice-presidente, pouco poderei, portanto acrescentar ao que se acha registrado no relatório...” [Relatório 1848. vice-presidente (Almeida Monjardim), p. 1]

555 Ofício da Assembleia Legislativa: Lista dos deputados eleitos que assumiram seus cargos na 7º legislatura da Assembleia Legislativa Provincial. 1º de março de 1848.

556 Ofício da Assembleia Legislativa: Membros que compuseram a primeira mesa da 7º legislatura da Assembleia Legislativa Provincial. 1º de março de 1848.

557 Lei provincial nº 1, de 31 de março de 1848, Art. 1º: Fica elevada à categoria de cidade a vila de São Mateus.

558 (a) Registro das Leis e Resoluções da Assembleia Legislativa Provincial (1845-1853), folhas 55 e 55 verso: eleva à categoria de vila (criando respectivamente o município) com a denominação de vila de Santa Cruz a freguesia de Aldeia Velha, conservando os seus atuais limites. (b) Lei nº 2, de 1848. [Vasconcelos, Compilação, p. 8]

559 “Com quatro meses incompletos de administração, pouco poderei avançar às reflexões, que V. Ex. expendeu-me em sua luminosa exposição quando fez-me entrega das rédeas do governo desta província...” [Relatório com que o Exm. Sr. Dr. Antônio Pereira Pinto entregou..., 1848, p. 5]

560 Segundo D. João Nery, frei Bento teria falecido em 1858. [Nery, Lembranças, p. 77]

561 Antônio Pereira Pinto, em seu Relatório, ressalta a importância dessa estrada, que reduziria o número de léguas entre as províncias do Espírito Santo e Minas Gerais, e informando: “refletindo nas recomendações de 4 de setembro, em que ela foi começada, e que partindo do primeiro cachoeiro do rio Santa Maria, vai ter ao Cuiaté, na província de Minas Gerais...” [Relatório com que o Exmo Sr. Dr. Antônio Pereira Pinto entregou a presidência..., 1848, Obras Públicas, p. 30]

562 “É-me sumamente agradável ter de informar a V. Ex,ª que se acha realizada a picada do primeiro cachoeiro do rio Santa Maria para o arraial do Cuiaté na província de Minas Gerais.” [Relatório do Exmo Sr. José Francisco de A. Almeida Monjardim, 1º de agosto de 1848, Picada para o Cuiaté, p. 9]

563 “Tenho de comunicar-vos, que S. Exª. o Sr. ministro da Marinha mandou em comissão a esta província o capitão-tenente Rafael Lopes Anjo, encarregado de examinar a barra desta cidade, e levantar a respectiva planta [...] Por este hábil oficial foi organizada a planta e orçamento de um farol de que necessita a mesma barra, para franquear sem risco a entrada a qualquer hora da noite as embarcações que a demandarem, sendo indicados outros melhoramentos importantes para a conservação do porto.” [Relatório do Exmo Sr. presidente da província do Espírito Santo Dr. Luís Pedreira do Couto Ferraz na abertura..., 1º de março de 1848, Diversos Objetos, p. 55]

564 “É nomeado comandante da Companhia de Pedestres, o capitão Antonio Fernandes de Andrade.” 2 de outubro de 1848. [Demoner, História da polícia militar, p.51]

 

Nota: 1ª edição do livro foi publicada em 1879
Fonte: Província do Espírito Santo - 2ª edição, SECULT/2010
Autor: Basílio Carvalho Daemon
Compilação: Walter de Aguiar Filho, novembro/2018

História do ES

Primeiras ocorrências do Século XVII - Por Mário Freire

Primeiras ocorrências do Século XVII - Por Mário Freire

O velho Tombo do Convento registrou a invasão holandesa em Vitória. Durante a luta, as mulheres postaram-se na igreja da Misericórdia

Pesquisa

Facebook

Leia Mais

Ano de 1854 – Por Basílio Daemon

Falece no Riacho e é conduzido seu cadáver para a vila de Santa Cruz, onde foi enterrado, o naturalista francês Dr. João Teodoro Descourtilz   

Ver Artigo
Ano de 1853 – Por Basílio Daemon

Brás da Costa Rubim, filho do governador Francisco Alberto Rubim, se propunha à oferecer-lhe quatrocentos volumes em livros e cadernos para a criação de uma biblioteca  

Ver Artigo
Viajantes Estrangeiros ao ES – João Théodore Descourtilz

Existe uma edição em português da "Ornitologia Brasileira ou História Natural das Aves do Brasil", lançada pela Kosmos, em 1944

Ver Artigo
Ano de 1852 – Por Basílio Daemon

São remetidas ao Museu Nacional, pelo naturalista Descourtilz, as coleções de história natural por ele reunidas tanto de pássaros como de insetos

Ver Artigo
Ano de 1850 – Por Basílio Daemon

Antônio Tomás de Godói chefe de Polícia e reconhecendo estar a província infestada de criminosos, dá logo as mais enérgicas providências no município de Itapemirim   

Ver Artigo