Morro do Moreno: Desde 1535
Site: Divulgando há 16 anos Cultura e História Capixaba

Antônio Francisco de Athayde

Antônio Athayde

Antônio Francisco de Athayde foi prefeito de Vila Velha entre 1918 e 1921. Inicialmente ocupou-se com o saneamento público, fazendo vigoroso combate aos mosquitos que proliferavam nos locais insalubres. Melhorou o traçado da rua Luiza Grinalda, eliminando a área em que os moradores jogavam lixo. Limpou e retificou o canal da Enserica, tido como o maior foco de mosquitos. Providenciou o serviço de recolhimento de lixo domiciliário por meio de veículos, com encaminhamento para vazadouro adequado. Proibiu a venda de peixe em locais impróprios e estabeleceu local adequado para esse comércio alugando um pequeno chalé na Prainha, providenciando as instalações adequadas para esse fim.

Na urbanização, desapropriou e demoliu sete casas velhas que ocupavam a orla da Prainha, construídas fora do alinhamento. Executou serviços de paisagismo e melhorou a iluminação da nova avenida na orla da enseada.

Construiu o cemitério em Coby, para melhor atender as pessoas daquela região.

Organizou o Arquivo Municipal para a guarda dos documentos da cidade e fez o primeiro recenceamento da população rural. Inaugurou luz elétrica em Argolas e regularizou o abastecimento de carnes. Na sede e arredores, deu nome a todas as ruas, colocou placas de numeração e fez a atualização cadastral. Foi atuante na melhoria da instrução pública e nos serviços de profilaxia em geral.

Em 28 de abril de 1922, doou o auxílio de 4% sobre a renda municipal para a Santa Casa de Misericórdia da capital, que continuou sendo recolhido regularmente.

 

Fonte: Fonte: Vila Velha – Onde começou o Estado do Espírito Santo, 1999
Autor: Jair Santos
Compilação: Walter de Aguiar Filho, dezembro/2010 



GALERIA:

📷
📷


Personalidades Capixabas

 Padre Lidwin

Padre Lidwin

Da Ordem Franciscana foi um dinâmico capelão do Convento da Penha. Em sua administração reconstruiu o pórtico de entrada do templo que ruíra e delimitou a propriedade do Convento

Pesquisa

Facebook

Leia Mais

Personalidades de Vitória – Por Wanda Camargo

Escolho, para falar aos Escritos de Vitória, uma personalidade essencial. Muitos a conheceram e poucos, como eu pois falo de um mineiro, nascido em Itaúna, a 9 de fevereiro de 1909...

Ver Artigo
Annette: Uma patrona de honra – Por Maria das Graças Neves

Anna de Castro Mattos, pseudônimo — Annette, mulher de fibra, garra e prestígio. Capixaba de nascimento de Mimoso do Sul e vitoriense por título concedido pela Câmara Municipal de Vitória, em 1967

Ver Artigo
Cinquentenário de uma persona grata – Por Marcos Tavares

Se é que é possível desvincular biografia e obra de um artista, eu diria que mais conheci o homem do que o notável ficcionista de O Sol no Céu na Boca

Ver Artigo
Maria Ortiz, heroína inesperada

O prazer de Maria Ortiz era rolar pela ladeira do Pelourinho dentro de uma ancoreta vazia. Tinha nove anos nessa época. Seu pai, o espanhol Juan Orty y Ortiz, veio para o Espírito Santo em 1621

Ver Artigo
Pauta para Sussen – Por José Irmo Goring

E olha que o Elmo foi figura sempre presente e atuante no movimento cultural de Vitória. Membro da AEL e do IHGES, escreveu alguns livros

Ver Artigo