Morro do Moreno: Desde 1535
Site: Divulgando há 16 anos Cultura e História Capixaba

Assistência Social em 1830 - Vitória

Santa Casa de Misericórdia, 1914

A Santa Casa de Misericórida de Vitória retirava as suas rendas da contribuição paga pelos comerciantes locais, dos aluguéis dos prédios que possuía, da venda de esquifes, diárias dos soldados que hospitalizava, legados, esmolas e do que recebia dos doentes não indigentes. Além do Hospital, tinha sob seus cuidados a criação dos expostos. Sendo o único estabelecimento de caridade da Província, portanto, necessariamente sobrecarregado de encargos, conseguia operar milagres orçamentários - tinha (em 1828) 8:000$000 em dinheiro, no cofre. E pagava salários a um boticário seu, um capelão e mais empregados.

População

O recenseamento de 1827 acusou uma população estimada em 35.879 almas, aqui incluídos índios (aldeiados) e escravos. Comparando o quadro censitário com o de 1824, o presidente apontava o recrutamento como causa da diminuição do número de pretos forros e índios. Quanto aos cativos, cuja redução era também acentuada, vinham sendo "remetidos para fora da Província para boleeiros, caixeiros, etc...".

Padres, Cirurgiões, etc...

Os capixabas não podiam se queixar - como em outros tempos tantas vezes o fizeram - da falta de sacerdotes. Além de vinte do clero secular, viviam aqui oito do regular. Freira, ou recolhida, é que não havia uma sequer. Os cirurgiões - dada a penúria do país - não eram poucos: cinco. Em compensação, nem um médico. Os rábulas - em número de cinco - substituiam os advogados, também inexistentes. Boticário, três; magistrados, zero; alguns empregados públicos e cinco professores de primeiras letras, dos quais dois em Vitória. Trinta mendigos e oito estrangeiros, dos quais um naturalizado. Ninguém que vivesse exclusivamente de suas rendas. Trabalhadores jornaleiros, só alguns índios que lidavam nas fazendas e aos quais se pagava, anualmente, em média 12$800.

Preocupado com os mínimos detalhes, o presidente Acioli registrou:

"Não há estabelecimento algum de recreio, nem militar, nem seminário, nem casas de educação: há unicamente uma aula de gramática latina na capital, em que se dão lições desta língua de manhã e de tarde nos dias não feriados, e tem treze alunos."

Se não existia estabelecimento algum de recreio - como se disse acima - abundavam, em compensação, as associações pias: da Misericórdia, do Santíssimo, dos Passos, da Boa Morte, Rosário dos Pretos, Amparo, Rosário dos Pardos, Mãe dos Homens, São Benedito, Remédios e Rosário.

 

Fonte: História do Estado do Espírito Santo - RJ - 1951 
Autor: José Teixeira de Oliveira
Compilação: Walter de Aguiar Filho, setembro/2013 



GALERIA:

📷
📷


História do ES

De Volta a Santa Cruz – Por Auguste François Biard ( Parte VI)

De Volta a Santa Cruz – Por Auguste François Biard ( Parte VI)

Imensos mangues, cujas raízes desenham arcos, avançando pela água salgada, a perder de vista como uma extraordinária inundação

Pesquisa

Facebook

Leia Mais

Quarto Minguante – Marcondes de Souza e Bernardino Monteiro

O período de 1912 ao começo de 1920 corresponde ao princípio e ao fim da crise internacional, oriunda da primeira guerra, que rebentou em julho de 1914 e teve armistício em novembro de 1918

Ver Artigo
Jerônimo Monteiro – Urbanismo em Perspectiva

O volume de terra, material escasso na ilha de Vitória; para aterrar o banhado, não preocupou o governo de Jerônimo Monteiro 

Ver Artigo
As guerras imperiais e seus reflexos no Espírito Santo – Por João Eurípedes Franklin Leal

O Ururau era em brigue de transporte, armado com seis bocas de fogo, que próximo a barra da baía de Vitória combateu por hora e meia um barco argentino o “Vencedor de Ituzaingu”

Ver Artigo
O recrutamento do Ururau - 1827

Gravíssimo incidente abalou o Espírito Santo quando da passagem, pelo porto de Vitória, do brigue de guerra Ururau, em 1827

Ver Artigo
Finda o Governo do Primeiro Donatário - Por Mário Freire

Confiou o governo a Belchior de Azevedo, como Capitão, com os poderes e a jurisdição que o donatário exercera: firmou esse ato na "vila de N. S. da Vitória"

Ver Artigo