Morro do Moreno: Desde 1535
Site: Divulgando há 16 anos Cultura e História Capixaba

Auto Cine Camburi (Drive-in)

Drive-in localizado na Praia de Camburi

Como posso entrar em contato com o Projeto CINEMAES?

Por e-mail:malverdes@gmail.com

Por telefone: (27) 9907-5955 (dias úteis das 10 às 20 horas)

 

O autor

 

André Malverdes nasceu na cidade do Rio de Janeiro, no bairro da Tijuca, em 1972.

Veio para o Espírito Santo aos 7 anos onde vive até hoje. Formou-se em História, em 2000, especialização em História Social do Brasil, em 2002, Arquivologia, em 2004 e três anos depois concluiu o Mestrado em História Social das Relações Políticas na Universidade Federal do Espírito Santo. Durante sua graduação pesquisou a expedição Pietro Tabacchi (1872/1874) e o Arquivo Público do Estado do Espírito Santo. Durante a pós-graduação realizou a pesquisa sobre a história das salas de cinema do qual resultou esse livro, quatro exposições e diversas palestras na América Latina em eventos científicos. Atualmente é Professor Assistente do Departamento de Arquivologia da Universidade Federal do Espírito Santo, Membro

da Câmara Técnica do Patrimônio Arquitetônicos, Bens Imóveis e Acervos do Conselho Estadual de Cultura do Estado do Espírito Santo, Associado Efetivo do Instituto Histórico e Geográfico do Espírito Santo e Coordenador do Projeto de Pesquisa Cinememória - A História das Salas de Cinema no Espírito Santo.

 

Compilação: Walter de Aguiar Filho, janeiro/2012

História do ES

A Inquisição no Espírito Santo - Por Mário Freire

A Inquisição no Espírito Santo - Por Mário Freire

Uma ordem régia de 1720, por exemplo, proibiu aos barqueiros e canoeiros cobrarem passagens aos franciscanos, em viagem por mar ou rio, no trecho entre o Espírito Santo e o Rio de Janeiro

Pesquisa

Facebook

Leia Mais

Ano de 1842 – Por Basílio Daemon

Chegam para cumprirem degredo o ex-regente padre Diogo Antônio Feijó e o deputado Nicolau Pereira de Campos Vergueiro   

Ver Artigo
Vitória recebe a República sem manifestação e Cachoeiro comemora

No final do século XIX, principalmente por causa da produção cafeeira, o Brasil, e o Espírito Santo, em particular, passaram por profundas transformações

Ver Artigo
A República e o esforço pela expansão do ensino

No que diz respeito ao ensino primário, houve um acentuado aumento quantitativo do número de escolas e de matrículas

Ver Artigo
Administração e serviços públicos na República

Os faróis de Santa Luzia e da Ilha do Francês; as fortalezas de S. João e S. Francisco Xavier, as Companhias de Infantaria e de Polícia e o Batalhão da Guarda Nacional

Ver Artigo
Bibliotecas públicas e jornais na República

A Biblioteca Pública Provincial, em 1889, era servida por um amanuense-bibliotecário e um porteiro

Ver Artigo