Morro do Moreno: Desde 1535
Site: Divulgando há 16 anos Cultura e História Capixaba

Cemitério de Santo Antônio e o Bonde

Bonde Fúnebre. Atrás ia o bonde com as pessoas fazendo o cortejo pelas ruas da cidade

Santo Antônio foi o primeiro nome da ilha de Vitória. Hoje esta denominação se restringe ao bairro situado na parte oeste da ilha.

Até o século XIX, a região de Santo Antônio foi área de plantio de lavouras para o abastecimento da vila de Nossa Senhora da Vitória. Os produtos chegavam à vila em canoas ou através de uma estrada carroçável que contornava o maciço central. Em fins do século, várias famílias de origem italiana instalaram-se na região.

O bairro Santo Antônio fica afastado do centro de Vitória e por este motivo foi escolhido no final do século XIX para localização de vários cemitérios. O Cemitério de Santo Antônio foi construído no século dezenove com a proibição de enterros em igrejas, mas ganhou mais importância no século vinte.

Em 1911 foi inaugurado o serviço de bondes elétricos, com duas linhas, uma de Santo Antônio ao Suá, outra que unia a Cidade Alta à Cidade Baixa. No dia 1º de maio de 1912, foi aberto o cemitério de Santo Antônio, e estabeleceu-se o enterro feito com bonde, com um carro levando o caixão e outro, os acompanhantes, registra a série de fascículos A Saga do Espírito Santo.

Na década de 1920, o caminho dos trilhos do bonde foi alargado com a construção do muro de arrimo para abertura da Avenida Santo Antônio, facilitando o acesso ao bairro. Na década de 1930, a comunidade decidiu iniciar a construção de uma capela, hoje Igreja Matriz de Santo Antônio. Com o aumento do número de moradores, logo a igreja ficou pequena. Em 1951 foi criada a paróquia de Santo Antônio e em seguida iniciada a construção de um novo templo, o Santuário de Santo Antônio, sob orientação dos padres pavonianos (Congregação dos Filhos de Maria Imaculada, fundada por Ludovico Pavoni, natural de Bréscia, na Itália).

 

Fonte 1: http://sistemas.vitoria.es.gov.br/
Fonte 2: A Gazeta, 09 de setembro de 2001
Compilação: Walter de Aguiar Filho, novembro/2013 

História do ES

Um cimélio do Arquivo Municipal - Por Mário Freire

Um cimélio do Arquivo Municipal - Por Mário Freire

A Prefeitura Municipal de Vitória possui uma planta datada de 1764 do capitão José Antônio Caldas, incumbido de apresentar as plantas de diversas fortificações desta Capitania 

Pesquisa

Facebook

Matérias Relacionadas

Bonde em Vila Velha e Vitória

Eram dois bondes – um saía de Paul, o outro de Vila Velha. O cruzamento entre eles se dava na estação de Aribiri

Ver Artigo