Morro do Moreno: Desde 1535
Site: Divulgando há 16 anos Cultura e História Capixaba

Centenário do Dr. Antonio Athayde - Parte II

Fala sobre a vida e a obra do ilustre espírito-santense, o Dr. Nelson Abel de Almeida, orador oficial do IHGES

"Comoveu-nos sobremaneira, Sr. Presidente e meus Srs., a nós da família de Antônio Francisco de Athayde, a homenagem que este ilustre sodalício vem de prestar à sua memória, ao ensejo do transcurso do centenário de seu nascimento.

Foi nosso Avô um dos fundadores desta Casa, já se disse aqui. Partilharam-lhe da idéia o Dr. Archimimo Matos, de há muito chamado à eternidade, e o Desembargador Carlos Xavier Paes Barreto. E tanto na presidência, como fora dela, emprestou-lhe o calor de seu entusiasmo e o máximo que lhe permitiam suas energias. Disso dão testemunho os anais preciosos desta instituição.

Por sabermos, de perto, o quanto ele queria a esta Casa é que esta homenagem tocou fundo o nosso coração e nos faz reviver um passado não muito longínquo, em que ele, nosso Avô (permitam-me que recorde, com saudade e ternura), a mim me impunha e aos outros netos também, todos adolescentes ainda, a comparecia às reuniões festivas deste Instituto e a reverenciar a memória de seu inolvidável patrono — Domingos José Martina, que se projetou na história como o "grande apóstolo da liberdade e ardoroso chefe da Revolução (de 1817), cujos esforços supremos são ensinamentos cívicos que glorificam sua imperecível obra, precursora do 15 de Novembro..."

Seu amor ao torrão natal e às pesquisas de nossa história o afeiçoaram a este cenáculo, pois, aqui, no convívio fraternal de seus pares, ele encontrava o ambiente próprio para o culto aos nossos Maiores e àquelas investigações e estudos que o atraiam e empolgavam. Diga-se a propósito que esses estudos e investigações foram os ideais sublimes que o inspiraram e aos seus dois outros eminentes companheiros, fundadores deste grêmio. E hoje, decorridos quase cinqüenta anos de sua instalação, o Instituto Histórico e Geográfico do Espírito Santo — viveiro admirável de patriotas e cultores insignes de nossa história — prossegue fiel àqueles ideais, servindo a seu povo e pronto sempre, como queria Antônio Francisco de Athayde, "a zelar com carinho o que é nosso, defendendo com amor o patrimônio material, intelectual, social e moral do Estado, que é também o da Pátria, como unidade da federação brasileira".

Sentenciou, uma vez, o conspícuo Muniz Freire — o jurista maior do Espírito Santo: "a criança que não sabe falar, chora; a dor que não sabe exprimir-se, geme; a ignorância que não ousa falar, curva-se; e o homem que não é capaz de balbuciar seus sentimentos, ajoelha-se e adora..."

E é nessa postura, Sr. Presidente, de respeito e veneração e extravasamento do que há de mais puro em nossos corações, que os descendentes de Antônio Francisco de Athayde aqui nos apresentamos para agradecer ao Instituto Histórico e Geográfico do Espírito Santo, senão que também a Vossa Excelência e ao primoroso orador desta Casa, Dr. Nelson Abel de Almeida, as carinhosas e comovedoras homenagens que acabam de tributar à memória desse nosso jamais esquecido e sempre saudoso antepassado.

Muito obrigado".



Nota(1):  Discurso do Dr. Anníbal de Athayde Lima proferido na sessão solene do IHGES de 22 de setembro de 1960

 

Nota (2): Leia mais em Centenário do Dr. Antonio Athayde - Parte I

 

Fonte: Revista do Instituto Histórico e Geográfico do Espírito Santo, Nº 21 – ano, 1961
Compilação: Walter de Aguiar Filho, fevereiro/2015

Personalidades Capixabas

Benedito Calixto

Benedito Calixto

Os grandes momentos da história do Convento da Penha foram perpetuados pela arte de Benedito Calixto, considerado um estudioso das tradições capixabas...

Pesquisa

Facebook

Leia Mais

José Luiz Pipa Silva: a gozação - Por Sérgio Figueira Sarkis

José Luiz Pipa Silva, ou Pipa, como todos o tratavam, era de rara inteligência

Ver Artigo
Jayme Fernandes Figueira - Por Sérgio Figueira Sarkis

Ficou em Recife até 1925, quando o destino o fez encontrar o senhor Anthenor Guimarães

Ver Artigo
O Dial Capixaba – Por Maria Lúcia da Silva

Nessa conjuntura, nasceu em Vitória a primeira emissora em freqüência modulada, a Cariacica FM, inaugurada em 1975 

Ver Artigo
O Tribunal de Contas – Por Eurico Rezende

Cogitada desde o início do Império, a criação de um órgão de controle orçamentário e financeiro só se verificou em 1890, mercê do gênio de Ruy Barbosa

Ver Artigo
Liberalismo e Solidarismo – Por Eurico Rezende

Estão registrados, quer em passado remoto, quer em época recente, antes de encerrar minha carreira eleitoral

Ver Artigo