Morro do Moreno: Desde 1535
Site: Divulgando há 16 anos Cultura e História Capixaba

Cine Capixaba

Cine Capixaba

Denominação: CINE CAPIXABA

 

Localização: Localizado no Bairro São Torquato

Inauguração: Década de 1960

Acervo das fotos: Família Edgar Rocha

Período de funcionamento: 1965-196_

Proprietário: Edgar Rocha - Empresa de Cinemas de Vitória Ltda

 

História


A história do cinema no Espírito Santo começa em 1907, ano que ocorreu a primeira apresentação no Éden Cinema, de acordo com o "Jornal Official". Atualmente no local funciona o Teatro Glória. Sendo assim a primeira exibição no formato que conhecemos hoje, completou um século em 2007. 
Durante a era de ouro do cinema, principalmente nas décadas de 50 a 70, chegaram a funcionar 22 salas de exibição na Região Metropolitana da Grande Vitória. Algumas delas das famílias: Abaurre, Caretta e Rocha, que auxiliarem a exposição com documentos e fotos.

Memórias

O trabalho no resgate da história do cinema está aberto para doações de periódicos, fotos, e depoimentos pelo e-mail malverdes@gmail.com, a fim de enriquecer a exposição, que busca além de informar o público, auxiliar os estudantes nos trabalhos de pesquisa sobre o passado cinematográfico do Espírito Santo.

A mostra coordenada por André Malverdes tem apoio cultural do Arquivo Público do Espírito Santo, Associação dos Arquivistas do Estado do Espírito Santo (AARQES), Metrópolis Cineclube, Universidade Federal do Espírito Santo (UFES), Arquivo Nacional e Rima Comunicação Estratégica.

Serviços

Informações com André Malverdes: agendamento de palestras, exposições, lançamentos e contribuições a pesquisa.
(27) 9907-5955
malverdes@gmail.com

 

Compilação: Walter de Aguiar Filho, janeiro/2012



GALERIA:

📷
📷


História do ES

Palácio das Águias

Palácio das Águias

A Barra do Itapemirim, em Marataízes, é um antigo núcleo de povoação fundado no ano de 1771 pelos portugueses 

Pesquisa

Facebook

Leia Mais

Minha FICHA - Por Eurico Resende

Sempre admiti que a partir de certo momento do primeiro governo revolucionário, não tinha a estabilidade da simpatia do "Sistema"

Ver Artigo
Carta de doação – Limites da capitania

Em Évora, a primeiro de junho de 1534, D. João III apôs sua real assinatura à carta de doação a Vasco Fernandes Coutinho

Ver Artigo
Juízes de direito na Província do Espírito Santo

Reunimos, pois, sob a forma de uma sinopse, aquilo que pode demonstrar à evidência a província do Espírito Santo, baseando assim em documentos e em trabalhos de própria lavra e que aqui descrevemos

Ver Artigo
Carta patente dada ao capitão de Infantaria, Francisco de Albuquerque Teles, e por el-rei D. Pedro, 1696

1696. Carta patente dada ao capitão de Infantaria, Francisco de Albuquerque Teles, e por el-rei D. Pedro, em que se provia[m] seus serviços na ilha do Funchal e na capitania de Cabo Frio, dando dela notícias históricas de muito valor

Ver Artigo
Colher de prata que D.Pedro II lançou na Lagoa Juparanã em 1860

Na ocasião, o monarca almoçou na atual Ilha do Imperador, onde, após o almoço, colocou alguns objetos em uma garrafa de champanhe e a jogou na água

Ver Artigo