Morro do Moreno: Desde 1535
Site: Divulgando há 16 anos Cultura e História Capixaba

Cine Eden

Cine Eden

Denominação: CINE EDEN

Localização: Praça Costa Pereira, Centro, Vitória.

Inauguração: 13 jan. 1907.

Capacidade: 150 lugares.

Período de funcionamento: 1907-192_.

Exibidor: Companhia Camões & Mayo.

 

Histórico: O primeiro cinematógrafo, no formato que conhecemos, que se tem registro em Vitória foi o Éden Cinema, da companhia Camões e Mayo, inaugurado em 13 de janeiro de 1907. O Éden Parque possuía algumas atrações para seus clientes: eles podiam beber, jogar, e ouvir um piano, pequenas orquestras tocando óperas ou valsas e algumas vezes cinematógrafos. Era também ponto de encontro para discutir política, negócios ou apenas para conversar. O local era freqüentado principalmente por homens. Podemos dizer que a sétima arte no Espírito Santo, de forma regular, teve início com a inauguração dessa sala. Mobilizou no primeiro momento um público, cujo acesso era estimulado pelo baixo preço da entrada, os filmes exibidos eram mudos e do tipo documentário.

 

Fonte: Memórias Fotográficas – A História das Salas de Cinema de Vitória. Vitória, 2011
Autor: André Malverdes
Compilação: Walter de Aguiar Filho, dezembro/2011

 

Nota sobre o desenvolvimento da pesquisa coordenada pelo Professor André Malverdes
 

Descrição: O acervo documental referente a "História da Exibição Cinematográfica no Espírito Santo" é uma iniciativa desenvolvida no âmbito de pesquisa pessoal que iniciou no curso de Especialização Lato Sensu, do Departamento de História da UFES no ano de 2000, desdobrada na pesquisa de dissertação no Mestrado em História Social da Relações Políticas do Programa de Pós Graduação em História da UFES e que resultou no livro No Escurinho dos Cinemas: A história das salas de exibição da Grande Vitória. A coleção resultante dessa pesquisa possui um acervo fotográfico composto de XXX documentos, produzidos entre 1907 e 2008, retratando as salas de exibições, seus entornos, inaugurações e interiores. O acervo conta ainda com notícias da imprensa local, cartazes, documentos textuais e entrevistas com ex-proprietários, funcionários e freqüentadores das salas. Os resultados esperados da pesquisa compreendem analisar a história da exibição cinematográfica no ES entre 1979 e 1985, descrever as informações encontradas e realizar a organização dos documentos digitalmente formando um banco de dados sobre o assunto e realizar levantamento dos acervos disponíveis em arquivos públicos e privados referentes a história do cinema no ES.
 

 

Como posso entrar em contato com o Projeto CINEMAES?

Por e-mail:malverdes@gmail.com

Por telefone: (27) 9907-5955 (dias úteis das 10 às 20 horas)



GALERIA:

📷
📷


História do ES

Dois visitantes ilustres a Linhares

Dois visitantes ilustres a Linhares

No final de 1815, visitou o rio Doce o Príncipe Maximiliano Wied Neuwied, que deixou-nos observações preciosas sobre o pequeno povoado de Linhares. Esteve na Fazenda Bom Jardim, onde recebeu “calorosa acolhida”. Lá encontrou um engenho de açúcar em produção, o primeiro do rio Doce, e plantações de arroz, mandioca e cana

Pesquisa

Facebook

Leia Mais

Ano de 1550 – Por Basílio Daemon

A Alfândega, pelas investigações que fizemos, e como adiante se verá, no século XVII parece-nos ter sido estabelecida no local em que existe a casa de propriedade do Sr. Firmino de Almeida Silva 

Ver Artigo
Ano de 1539, 1540, 1547 e 1549 – Por Basílio Daemon

A escritura de doação foi firmada ainda em 1540, no entanto apenas em 1549 o monarca assinaria a carta de confirmação dela a pedido de Duarte de Lemos   

Ver Artigo
Doação da Ilha de Vitória a Duarte de Lemos

Mais uma vez a história do Espírito Santo traz “novos” fatos que favorecem o fim da cobrança da taxa de marinha na Ilha de Vitória

Ver Artigo
A antiga localização de Santa Catarina das Mós

No mapa do Império Brasileiro, de 1868 e elaborado por Cândido Mendes, a localidade de Santa Catarina das Mós situava-se ao sul da foz do rio Itabapoana

Ver Artigo
Ano de 1536 e 1537 – Por Basílio Daemon

Faz Vasco Fernandes Coutinho doação da ilha de Santo Antônio a Duarte de Lemos, que em sua vinda o acompanhara da Bahia 

Ver Artigo