Morro do Moreno: Desde 1535
Site: Divulgando há 16 anos Cultura e História Capixaba

Cine Odeon

Cine Odeon

Denominação: CINE ODEON

 

Localização: av. Jerônimo Monteiro, Centro, Vitória, funcionava próximo ao Cine Vitorinha.

Inauguração: 15 março de 1969.

Capacidade: 632 lugares.

Período de funcionamento: 1969-1980.

Exibidor: João Monteiro.

 

Histórico: Em 15 de março de 1969, a movimentada Avenida Jerônimo Monteiro ganhava mais um cinema, o Cine Odeon. Com 632 poltronas, ocupadas para a inauguração, foi exibido o filme: Tiros De Ouro De Mackenna (1969). O cinema era vizinho do famoso Vitorinha e as filas de espectadores rodeavam os quarteirões para disputar um lugar para participar da inauguração.

 

História

A história do cinema no Espírito Santo começa em 1907, ano que ocorreu a primeira apresentação no Éden Cinema, de acordo com o "Jornal Official". Atualmente no local funciona o Teatro Glória. Sendo assim a primeira exibição no formato que conhecemos hoje, completou um século em 2007. 
Durante a era de ouro do cinema, principalmente nas décadas de 50 a 70, chegaram a funcionar 22 salas de exibição na Região Metropolitana da Grande Vitória. Algumas delas das famílias: Abaurre, Caretta e Rocha, que auxiliarem a exposição com documentos e fotos.

Memórias

O trabalho no resgate da história do cinema está aberto para doações de periódicos, fotos, e depoimentos pelo e-mail malverdes@gmail.com, a fim de enriquecer a exposição, que busca além de informar o público, auxiliar os estudantes nos trabalhos de pesquisa sobre o passado cinematográfico do Espírito Santo.

A mostra coordenada por André Malverdes tem apoio cultural do Arquivo Público do Espírito Santo, Associação dos Arquivistas do Estado do Espírito Santo (AARQES), Metrópolis Cineclube, Universidade Federal do Espírito Santo (UFES), Arquivo Nacional e Rima Comunicação Estratégica.

Serviços

Informações com André Malverdes: agendamento de palestras, exposições, lançamentos e contribuições a pesquisa.
(27) 9907-5955
malverdes@gmail.com

 

Compilação: Walter de Aguiar Filho, janeiro/2012



GALERIA:

📷
📷


Pesquisa

Facebook

Leia Mais

Vitória recebe a República sem manifestação e Cachoeiro comemora

No final do século XIX, principalmente por causa da produção cafeeira, o Brasil, e o Espírito Santo, em particular, passaram por profundas transformações

Ver Artigo
A República e o esforço pela expansão do ensino

No que diz respeito ao ensino primário, houve um acentuado aumento quantitativo do número de escolas e de matrículas

Ver Artigo
Administração e serviços públicos na República

Os faróis de Santa Luzia e da Ilha do Francês; as fortalezas de S. João e S. Francisco Xavier, as Companhias de Infantaria e de Polícia e o Batalhão da Guarda Nacional

Ver Artigo
Bibliotecas públicas e jornais na República

A Biblioteca Pública Provincial, em 1889, era servida por um amanuense-bibliotecário e um porteiro

Ver Artigo
A República - Por José Teixeira de Oliveira

Data de 1887 o primeiro clube republicano na terra capixaba, devido à iniciativa de Bernardo Horta de Araújo, Antônio Gomes Aguirre e Joaquim Pires de Amorim

Ver Artigo