Morro do Moreno: Desde 1535
Site: Divulgando há 16 anos Cultura e História Capixaba

Culinária Capixaba - Moqueca de Cação

Mercado de Peixe

Parafraseando o escritor Deomar Bittencourt, nós, no Espírito Santo, achamos que só quem sabe preparar peixe é o capixaba.

Mas, para deleite de todos, publicamos neste site receitas deliciosas da culinária capixaba, com o uso de peixes e mariscos. Aproveite!

MOQUECA DE CAÇÃO

Ingredientes:

1) 2 kg de cação cortado em cubos.
2) 1 limão.
3) 1 colher (de chá) de sal.
4) 3 dentes de alho
5) 6 pimentas malaguetas.
6) 3 colheres de azeite.
7) 1 cebola média ralada.
8) 4 pés de coentro.
9) 5 tomates maduros.
10) tintura de urucum.

Modo de preparo:

Corte o cação em quadrados de três centímetros mais ou menos. Coloque os quadrados de cação numa vasilha com água, sal e limão. Lave-os bem nesta água. Escorra e torne a lavá-los em água corrente. Escorra e deixe-os de lado.

Soque o alho, o sal, e as pimentas malaguetas. Junte o azeite, a cebola ralada, suco de um limão, esfregue um pouco deste molho no fundo da panela de barro, coloque o resto do molho, junte os quadrados de cação, misture-os no molho.

Corte bem o coentro, os tomates maduros, a cebola média. Coloque na panela, por cima de tudo.

Deixe descansar uma hora e meia ou duas horas. Prepare uma tintura de urucum em três colheres de azeite ou óleo de soja. Quando levar a panela ao fogo, Junte a tintura de urucum (coada) por cima. Começando a fervura, experimente se o sal está à gosto. A moqueca deve ferver em panela descoberta.

Atenção: não coloque água. De vinte a vinte e cinco minutos o peixe deverá estar pronto. Verifique. Leve a moqueca para a mesa, na própria panela de barro. Sirva com farinha de mandioca e arroz. Para quem quiser, tenha o feijão à mão.

Separado, tenha um molho de dez pimentas malaguetas, caldo de um limão, uma colherinha das de chá de vinagre e uma colher das de sobremesa de azeite.

LINKS RELACIONADOS:

 Panela de Barro

Culinária Capixaba

A história do bombom Serenata

A história do bombom Serenata

Quem teve a idéia de fazer o bombom foi Henrique Meyerfreund, a partir de uma sugestão de sua cunhada Érika Meyer

Pesquisa

Facebook

Leia Mais

A Origem da Torta Capixaba no ES

Há registro em a Gazeta da Victoria, edição de 28 de março de 1878, divulgava-se: “aos amantes das Tortas. Camarões secos na casa de negócio Casilhas, à rua de São Diogo”

Ver Artigo
Culinária Capixaba - CALDEIRADA

Parafraseando o escritor Deomar Bittencourt, nós, no Espírito Santo, achamos que só quem sabe preparar peixe é o capixaba

Ver Artigo
Receita da Moqueca Capixaba

A moqueca capixaba é um prato conhecido no país inteiro pelo seu sabor. O prato que é a cara do Espírito Santo!

Ver Artigo
Moquecas e peixadas – Por Cacau Monjardim

Do hábito indígena de "moquear" o peixe, nossos antepassados, de pai para filho, foram melhorando a técnica de preparo

Ver Artigo
Agora saberemos quem serve peixada

Moqueca capixaba vai ter receita unificada e até selo de qualidade. Projeto também quer transformar o prato em tradicional patrimônio imaterial

Ver Artigo