Morro do Moreno: Desde 1535
Site: Divulgando há 16 anos Cultura e História Capixaba

Famílias Azevedo e Azeredo

Fonte: A Capitania do Espírito Santo e seus Engenhos de Açúcar
Autor: José Gonçalves Salvador

Família Azevedo

O nome pode confundir-se com o de Azeredo, mesmo porque as duas famílias viveram no Espírito Santo, foram contemporâneas e se conjugaram através de matrimônios. Ambas, outrossim, eram de origem lusitana.

A família Azevedo remonta a Álvaro Rodrigues de Azevedo, casado com Inês Gonçalves da Fonseca, moradores no Espírito Santo, onde lhes nasceram os filhos seguintes: Baltazar de Azevedo, que foi provedor da Fazenda, e João Álvares de Azevedo, pai de Lansarote de Azevedo e de Belchior de Azevedo (capitão-mor e provedor dos defuntos e ausentes do Espírito Santo).

Lansarote teve dois filhos: Miguel de Azevedo, que casou com D. Luíza Corrêa. Foi capitão-mor do Espírito Santo. Marcos de Azevedo, que casou com D. Maria Coutinho de Melo, irmã de Vasco Fernandes Coutinho, segundo donatário do Espírito Santo.

Chegamos à família Azeredo (ou Azeredo Coutinho)

Inicia-se no Brasil com Marcos de Azeredo, natural de Guimarães, em Portugal.

Veio para Vitória, no Espírito Santo, onde casou por volta de 1589, contando 30 anos, com Maria de Melo Coutinho, irmã de Vasco Fernandes Coutinho, segundo donatário dessa capitania. Foi militar e alcançou o posto de capitão. Faleceu em 1618, depois de 19 de maio, com testamento. Tiveram sete filhos, entre os quais:
João de Azeredo Coutinho, Belchior de Azeredo Coutinho, Frei Miguel de São Marcos, Domingos de Azeredo Coutinho, Antônio de Azeredo Coutinho, Helena e Isabel Coutinho.

1) João nasceu no Espírito Santo por volta de 1590. Casou com Maria de Azeredo, sua parente. Deixaram geração.

2) Belchior, também nascido no Espírito Santo, em cerca de 1592. Casou no Rio de Janeiro por volta de 1615 com Antônia Pedrosa de Gouveia, filha de Miguel Gomes Bravo e de Isabel Pedrosa, residentes depois no Rio de Janeiro. O casal teve 5 filhos, diversos netos e bisnetos.

3) Domingos nasceu no Espírito Santo. Foi batizado a 18-05-1596. Casou no Rio de Janeiro a 13-01-1619, com Ana Tenreiro da Cunha. Tiveram 11 filhos, dentre os quais: capitão Marcos de Azeredo Coutinho; capitão Antônio de Azeredo Coutinho, e Isabel Tenreira da Cunha, que casou com o capitão Luís Cabral de Távora.

4) Antônio nasceu no Espírito Santo por volta de 1598. Casou em cerca de 1640 com Maria de Galegos, nascida no Rio de Janeiro, filha de Jorge de Sousa Coutinho e de Maria de Galegos. Tiveram diversos filhos.

5) Helena e Isabel Coutinho.



GALERIA:

📷
📷


Genealogia Capixaba

Família Paredes

Família Paredes

Começa no Espírito Santo com o emigrante português Manoel de Paredes da Costa, o qual aportou em Vitória nos idos de 1608, e ali residiu até 1618, pelo menos. Contraiu matrimônio na mesma com Guiomar Rodrigues, filha de seus patrícios João Gomes Leitão e Maria Duarte, naturais de Lisboa. Eram todos cristãos-novos, conforme se infere do processo de Agostinho de Paredes, senhor de engenho no Rio de Janeiro, e que, em 1714, foi preso por judaísmo e remetido à Inquisição.

Pesquisa

Facebook

Leia Mais

Excertos das Memórias de João Punaro Bley

Reuni nossa Comissão Executiva, secretários e prefeitos quando francamente expus o que pensava da futura governança do Estado

Ver Artigo
Augusto Manoel de Aguiar Filho

Augusto Manoel de Aguiar Filho era o irmão mais velho de Aristeu Borges de Aguiar (Presidente   Capixaba, 1928-1930)

Ver Artigo
Árvore Genealógica Família Aguiar

Num olhar quase infinito, vemos claramente que todas as famílias vão se misturando entre si até chegarmos a origem da vida. Portanto, se não somos todos irmãos, só se Deus criou o mundo com mais de um casal além de Adão e Eva

Ver Artigo
As Famílias Portuguesas Radicadas no Espírito Santo

Conforme o genealogista Paulo Stuck Moraes, não tivemos um fluxo imigratório concentrado de portugueses para o Espírito Santo como o italiano e, em menor escala, o germânico

Ver Artigo
Os filhos de Luiz Barbosa Leão

Luiz Barbosa Leão, de seu casamento com Vitória Maria, falecida a 15 de novembro de 1915, teve quatro filhos: - Miguel, Maria da Conceição, Rosa da Conceição, Luiz e Grata da Conceição

Ver Artigo