Morro do Moreno: Desde 1535
Site: Divulgando há 16 anos Cultura e História Capixaba

Heroísmo na Vila Velha de 1934

O aspirante Vasconcellos, que depois chegou a general

Conheça a história do General Humberto Pinheiro de Vasconcellos, que na Vila Velha de 1934, durante um treinamento, percebeu que uma granada ia explodir e, para salvar seus alunos, segurou a mesma, perdendo sua mão.

 

Apesar de mutilado, o então Aspirante não passou para a reserva em função do Presidente Getúlio Vargas ter lhe concedido o privilégio de continuar na ativa, chegando a General.
O General Vasconcellos nasceu em 27/05/1912 e faleceu em 26/01/2002. Foi casado com Maria de Lourdes Calmon Vasconcellos, filha de Celso Calmon Nogueira da Gama.

 

A história segue contada conforme foi publicada na época:

 

Repercutiu largamente a reportagem realisada pelo enviado d'A NOITE e d' ""A NOITE Illustrada" em Victoria, para completo esclarecimento do accidente que ali, no quartel do 3º Batalhão de Caçadores, evidenciou uma legítima figura de heroe, o aspirante Humberto Pinheiro de Vasconcellos. Contando apenas 21 anos, recem-incorporado às fileiras do Exército, aquelle official figurou em lance trágico que, apesar da rapidez do desenlace, permittiu a prova de um caracter de rara grandeza moral. Tendo na mão uma granada inflammada, quando iniciava uma aula à sua turma de instrucção o aspirante preferiu sacrificar-se pessoalmente a repartir com os seus subordinados o risco de morte, e, alçando-a, deixou que explodisse.

A expressão desse gesto de abnegação e de bravura não enaltece apenas aquelle que o traçou com tão perfeita galhardia: ella attinge todos os brasileiros, particularmente dignifica a Escola que viera de formar tão bello espírito, e honra o Exército brasileiro na sua tradição de dignidade, de bravura e de heroismo.

A conducta do aspirante Vasconcellos eguala-se pela formosura moral aos mais caros exemplos que offerecem ao nosso orgulho patriótico as páginas da História do Brasil.

O facto foi descripto em suas minúcias pelo próprio aspirante. Entetanto merece a pena reproduzil-o para que mais ampla e intensamente se fixe na consciência dos brasileiros:

"Quando notei que já estavam presentes quasi todos os meus instruendos, abri o armário e não vi no logar de costume a granada de que sempre me utilizava para explicar o manejo dessas machinas de guerra. Numa prateleira de cima estava a granada que imaginei tivesse sido trocada de lugar. Quando retirei o pino, no treinamento que estava acontecendo na sala do segundo andar, percebi que a granada era verdadeira. Corri até a janela para lançar a granada no páteo, verifiquei que havia um treinamento e que o pátio estava lotado de pessoas. Retornei à minha mesa no saguão, subi nella, gritei para todos deitarem no chão e de pé, troquei a granada da mão direita para a mão esquerda, estendi o braço e ..."

 

Fonte: Jornal A Noite Ilustrada, Rio de janeiro, 18 de abril de 1934, número 21
Compilação: Walter de Aguiar Filho, novembro/2011

Matérias Especiais

A bandeira positivista dos republicanos

A bandeira positivista dos republicanos

Ao chegar o dia 15 de novembro, os republicanos não tinham uma bandeira que simbolizasse o movimento

Pesquisa

Facebook

Leia Mais

Quantas montanhas...

E lá fui eu, abraçada ao meu “Reino das Palavras”, instalar o meu reino literário na cidade de Pancas, a 180 quilômetros de Vitória

Ver Artigo
Abastecimento de água em Vitória – Por Areobaldo Lellis Horta

Além desse chafariz, existiam ainda os do Largo de Santa Luzia, em frente ao atual Ginásio São Vicente

Ver Artigo
A Limpeza Pública e a Domiciliar – Por Areobaldo Lellis Horta

Os quibungos (“tigres”), eram lançados ao mar, nos vários cais, às caladas da noite, quando adormecida a cidade

Ver Artigo
Britz - Por Milson Henriques

De qualquer modo vamos ao agradável labor de rememorar os que eu freqüentava, lembrando que havia também as boates Buteko, Cave, Aux Chandelles, Porão 214,...

Ver Artigo
Morro Inhoá

No pé do morro Inhoá, havia a edificação onde originalmente funcionou a primeira fábrica de sabão

Ver Artigo