Morro do Moreno: Desde 1535
Site: Divulgando há 16 anos Cultura e História Capixaba

História Popular do Convento da Penha

Convento da Penha

O MANTÉU MILAGROSO

O primeiro prodígio que a tradição guardou e divulga acerca de Frei Pedro Palácios ocorreu durante a viagem que o trouxe até nós.

Relata-o Frei Jaboatão: "Da sua passagem do Reino para o Brasil, só achamos escrito, fora o ano de 1558, e sendo o navio que o transportara, acometido na viagem de uma rija e furiosa tormenta, nos últimos apertos, recorrendo os navegantes a Frei Pedro pelo bom conceito que já haviam formado de sua virtude, e tomando-lhe o manto o lançaram ao mar, e foi o mesmo estender-se sobre as águas, que baixaram logo a soberba de suas empoladas ondas; ausentaram-se os ventos que as moviam contrários, e soprando outros mais favoráveis, tomaram o porto com feliz viagem no de Vila Velha, capitania do Espírito Santo."

AS PALMEIRAS DA PENHA

"Tendo os moradores encontrado o penitente Religioso na solidão da montanha, tomaram-lhe a bênção e 'lhe rogaram quisesse descer ao povoado e pedir esmola para seu sustento, e se lhe ofereceram para tudo mais que quisesse'."

Frei Pedro, porém, "apontando para duas palmeiras que estavam no cume do rochedo, lhes disse, com muita alegria, que já achara o que buscava".

"Que já achara o que buscava" - estas palavras de Frei Apolinário deixam supor que o "cronista da província" tinha conhecimento de outra tradição que atribui às duas palmeiras a função de guia antes de Palácios chegar ao Espírito Santo. Efetivamente, assim lemos no fragmento de manuscrito já mencionado de que o copista afirma que esta vida do Servo de Deus foi composta pelo Padre Mestre Guerra: "É tradição que lhe servia de carta de marear uma imagem de Nossa Senhora, que trazia em um painel; a qual lhe destinava para teatro de suas virtudes um monte, o qual conheceria pelo sinal de duas palmeiras que veria no cume de tal monte." As duas palmeiras existiam de fato no vértice da rocha, "expostas de dia e de noite ao ar violento agitado pelas asas da ventania, tremendo como o caniço nos brejos; mas não cedendo o lugar, que só deveria pertencer a um altar". 

 

Autor: Guilherme Santos Neves
Fonte: História Popular do Convento da Penha - 3ª edição, 2008 

Pesquisa

Facebook

Matérias Relacionadas

A vida de Frei Pedro Palácios

Após sua chegada, ele só foi encontrado pelos moradores três dias depois, descansando sob uma furna existente no sopé do morro, na margem da Prainha, que  ficou sendo sua primeira morada

Ver Artigo
Fonte para a história do Convento da Penha e de Frei Pedro Palácios

Crônica da Província Franciscana da Arrábida, que tem sua sede na serra portuguesa de mesmo nome, na península de Setúbal, ao sul de Lisboa

Ver Artigo
Outra lenda Capixaba de Frei Pedro Palácios

Quando o frei começou a erguer a capela da virgem, ao lado da ermida de São Francisco, no campinho, perto das palmeiras, ele encomendou uma imagem a um portador que ia para Portugal

Ver Artigo
Santificado seja o vosso nome, Benemérito Frei Palácios!

No convento da Penha, um dos mais belos, dos mais notáveis monumentos de Fé Católica do Brasil, em todos os tempos o de maior veneração do povo espirito-santense, acaba de realizar-se a tradicional festividade em homenagem à  Padroeira do Estado 

Ver Artigo
Processo de canonização de Frei Pedro Palácios

Todos os habitantes das vilas do Espírito Santo e da Vitória, uns pelo conhecimento pessoal, outros pela tradição, porfiavam em depor; mas só era preciso o juramento de algumas testemunhas entre os homens mais qualificados.

Ver Artigo
O franciscano Frei Pedro Palácios trouxe a devoção da Penha

Em Vila Velha, o frei foi morar no alto do Morro da Penha. Muitas vezes passava tempos na gruta que existe no sopé do morro

Ver Artigo
Visão de Pedro Palácios

Pedro Palácios realizou seu sonho, construindo o Templo no alto do morro. De lá, as bênçãos divinas caem em jorros sobre a Terra da Cobra Feroz...”

Ver Artigo
Frei Pedro Palácios - Por Frei Jaboatão

Contam que, ao descer da caravela, seus olhos se fixaram no alto da montanha à sua frente, onde vicejavam duas enormes palmeiras no alto do cume

Ver Artigo
Anotações a respeito de Frei Pedro Palácios

Nasceu em Medina do Rio Seco, na Espanha, perto de outra cidade maior, Medina Del Campo. Ambas hoje são cidades turísticas e perto da famosa Salamanca. Tudo isso fica na região do Vale do Rio D’Ouro que corre em direção à Portugal e desemboca na cidade do Porto.

Ver Artigo
O Anacoreta Pedro Palácios

Em Medina do Rio Seco nasceu,Na vila de Vasco Coutinho trabalhou e viveu;O curumim e o índio da tribo salvou,Na Prainha, aos colonos as mãos estendeu,Mas foi na capela da Penha que seu nome escreveu.

Ver Artigo
O auto de frei Pedro Palácios

Com o intuito de revigorar a memória do povo de Vila Velha, vem sendo encenado, anualmente, “O auto de frei Pedro Palácios”, com bonitas apresentações...

Ver Artigo