Morro do Moreno: Desde 1535
Site: Divulgando há 16 anos Cultura e História Capixaba

Mantenha o Planeta no azul!

Terra vista do espaço. Estreito de Gibraltar, entre África do Norte e Europa

Seja sustentável! Veja receitas de como fazer seu próprio produto de limpeza ecológico.

Sabão líquido para louça

2 litros de água 
1 sabão caseiro ralado 
1 colher de óleo de rícino 
1 colher de açúcar. 

Ferver todos os ingredientes até dissolver e engarrafar.

Detergente ecológico

1 pedaço de sabão de coco neutro 
2 limões 
4 colheres de sopa de amoníaco (que é biodegradável) 

Derreta o sabão de coco, picado ou ralado, em um litro de água. Depois, acrescente cinco litros de água fria. Em seguida, esprema os limões. Por último, despeje o amoníaco e misture bem. Guarde o produto resultante em garrafas e utilize-o no lugar dos similares comerciais. Você obterá seis litros de um detergente que limpa, não polui, cujo valor econômico é incomparavelmente menor do que o do similar industrializado.

Detergente ecológico multiuso

Água 
Vinagre 
Amônia líquida (amoníaco) 
Bicarbonato de sódio e ácido bórico 

Em um litro de água morna (cerca de 45º c), coloque uma colher de sopa de vinagre, uma colher de sopa de amoníaco, uma colher de sopa de bicarbonato de sódio e uma colher de sopa de bórax ou ácido bórico. O utilize em qualquer tipo de limpeza, em substituição aos multiusos convencionais. Ou como qualquer produto de limpeza convencional, mantenha os detergentes ecológicos fora do alcance de crianças e animais domésticos. Fonte: planeta na web.

Desinfetante para banheiro

1 litro de álcool (de preferência 70º) 
4 litros de água 
1 sabão caseiro 
Folhas de eucalipto 

Deixar as folhas de eucalipto de molho no álcool por 2 dias. Ferver 1 litro de água com o sabão ralado, até se dissolver. Juntar a água e a essência de eucalipto. Engarrafar.

Amaciante de roupas

5 litros de água 
4 colheres de glicerina 
1 sabonete ralado 
2 colheres de sopa de leite de rosas. 

Ferver 1 litro de água com o sabonete ralado até se dissolver. Acrescentar mais 4 litros de água fria, as 4 colheres de glicerina e as 2 colheres de leite de rosas. Mexer bem até misturar e depois engarrafar.

Desodorante de ambiente: Pode ser substituído por uma solução de ervas com vinagre ou suco de limão. Além de gastar menos dinheiro, você vai estar evitando produtos responsáveis pelo aumento de doenças respiratórias e alergias.Fonte: WWF Brasil.

Para limpar vidros e tirar gordura: Use uma solução de vinagre ou limão diluídos em água.

No lugar da naftalina: A naftalina afeta o fígado e os rins, utilize sachês com flores de lavanda em seu lugar.

Encontre mais dicas como estas no site do IPEMA Brasil.

 

Fontes: Greenpeace; WWF; IFIL

LINKS RELACIONADOS:

>> Dicas Ecológicas  
>> Coleta seletiva em condomínio
>> Respeito ao Meio Ambiente
>> Dia da Árvore: 21 de setembro
>> Dia Mundial da Água 
>> 22 de Março - Dicas para economizar água   

>> Alerta no Planeta

Ecologia

O patrono da ecologia nacional

O patrono da ecologia nacional

Santa Teresa, aos 30 minutos de 13 de dezembro de 1915. Nascia Augusto Ruschi, o oitavo dos 12 filhos dos imigrantes Giuseppe Ruschi e Maria Roatt

Pesquisa

Facebook

Leia Mais

Biodiversidade

O pensamento ambiental moderno diz que é preciso parar de tentar dominar a natureza e passar a interagir com ela, medindo as conseqüências ambientais de nossos atos. Não mais o homem contra a natureza, mas o homem com a natureza, ao lado dela.

Ver Artigo
Dicas Ecológicas

Veja quanto tempo demora para a natureza absorver o lixo que se deixa nas matas.

Ver Artigo
O patrono da ecologia nacional

Santa Teresa, aos 30 minutos de 13 de dezembro de 1915. Nascia Augusto Ruschi, o oitavo dos 12 filhos dos imigrantes Giuseppe Ruschi e Maria Roatt

Ver Artigo
Um grito ecológico em 1925

Existia nas proximidades da casa de residência do ilustre jurisconsulto Ferreira Coelho, uma belíssima árvore, que era um atestado glorioso do que foi a nossa floresta há séculos atrás 

Ver Artigo
Descida Ecológica do Rio Jucu

Ela foi a grande motivadora para a criação do Consórcio Jucu-Santa Maria e é o primeiro movimento do Estado a mobilizar a sociedade para discutir os problemas das águas

Ver Artigo