Morro do Moreno: Desde 1535
Site: Divulgando há 16 anos Cultura e História Capixaba

Milagres da Penha - O pedreiro que caiu do andaime

Convento da Penha - Operário no andaime - Foto: Edward Athayde dAlcântara

O PEDREIRO QUE CAIU DO ANDAIME

"Construindo-se a ermida da Penha, um operário caiu dos andaimes, e teria morrido despedaçado onde é hoje a rampa do portão, se à voz do venerável servo de Deus: Pára! e pela sua súplica não fosse detido no ar, dando tempo a ser recebido em uma colcha de algodão pegada pelas quatro pontas por homens robustos." [Maravilhas, p.284]

 

AS VELAS PARA NOSSA SENHORA

 

"Em certa monção chegou ao porto do Espírito Santo um navio de Lisboa, e topando-se o Servo de Deus com Gomes de Ávila, que ali morava, lhe perguntou se tivera boas novas do Reino (era este homem de lá natural), e dizendo-lhe que sim, acrescentou Frei Pedro: E que feito há de umas velas, que sua mãe manda para Nossa Senhora? Ao que o homem respondeu: Não sabia de tal. E Frei Pedro lhe tornou - que sua mãe mandara do Reino umas velas para a Senhora da Penha -, e assim era, porque ele as entregou depois; e adverte este mesmo, como testemunha, que o não havia dito a ninguém para que, com as mais graças e dons da sua alma, mostrasse lhe tinha Deus comunicado também o conhecimento do passado, e ainda a previsão do futuro." [Crônica, in Correio da Vitória, n. 72, 1872]

 

Autor: Guilherme Santos Neves
Fonte: História Popular do Convento da Penha - 3ª Edição ampliada, Vitória - 2008
 

 



Convento da Penha

A História do Convento da Penha com Imagens (Parte 9)

A História do Convento da Penha com Imagens (Parte 9)

Foi construído em 1774. Entra-se por ele na histórica ladeira de pedras, primitivo caminho para o altar da montanha

Pesquisa

Facebook

Leia Mais

Visitantes Ilustres do Convento da Penha – Os Primeiros (Parte I)

Outras personagens lá estiveram e entre elas a própria Dona Luísa Grinalda, que, como Governadora da Capitania

Ver Artigo
Visitantes Ilustres do Convento da Penha – Diogo Antônio Feijó (ParteII)

Nestes cinco meses, a terra capixaba abrigou em seu seio o venerando brasileiro que foi deputado às Côrtes Portuguesas, representando o seu glorioso Estado de São Paulo, que deu o que pode em favor da Independência

Ver Artigo
A Arquitetura do Convento da Penha, pela voz de um técnico americano

O Alpendre, que, avançando, projeta ao espaço, por assim dizer, a sobriedade das linhas retas e formas sólidas das paredes da fachada

Ver Artigo
D. Luís de Céspedes Xeria (1628) – Por Norbertino Bahiense

A promessa foi cumprida ao chegarem em Vitória. Subiram à Ermida e ali cumpriram os seus votos 

Ver Artigo
Escritura do Convento da Penha - Por Norbertino Bahiense

Carta de doação da Governadora Luisa Grinalda e seu adjunto o Capitão Miguel de Azeredo, desta Capitania do Espírito Santo, em 1591

Ver Artigo