Morro do Moreno: Desde 1535
Site: Divulgando há 16 anos Cultura e História Capixaba

Monumento a Jerônimo Monteiro

Jerônimo Monteiro - Foto Walter de Aguiar Filho, Julho/2011

O Monumento: é constituído por um busto de bronze sobre pedestal de granito. Iniciativa particular.

Localização: Praça Costa Pereira.

Ato Inaugural: Foi inaugurado em 30 de julho de 1950.

Inscrição: “A Jerônimo Monteiro. Homenagem da Juventude Capixaba”.

Personalidade: Nasceu na Fazenda Monte Líbano, no Município de Cachoeiro do Itapemirim, a 4 de junho de 1870. Ali recebeu instrução primária, ministrada por seus próprios pais.

Fez seus preparatórios nos Colégios Caraça e Itu e matriculou-se na Faculdade de direito de São Paulo, em março de 1890, onde recebeu o grau de Bacharel em Ciências Jurídicas e Sociais, a 19 de dezembro de 1894.

Colaborou em diversos jornais do Estado, como no “Cachoeirense”, Sul do Espírito Santo, de Cachoeiro de Itapemirim, “Eco Municipal”, de São Paulo de Muriaé e “União Municipal”, de Santa Rita de Passa Quatro, do qual foi redator.

Escolhido nessa cidade para tomar parte da Câmara Estadual, como seu representante, desistiu depositando o cargo em mãos do dirigente do Partido.

Ocupou a Promotoria de Cachoeiro de Itapemirim em 1895, e exerceu o mandato de Deputado Estadual na Legislativa 1895 / 1896, sendo eleito Deputado ao Congresso Federal pelo triênio 1896 / 1899.

Desempenhou várias comissões importantes.

Eleito Presidente do Estado, assumiu o exercício a 27 de maio de 1908, sendo o primeiro ato solene de posse, perante o Congresso, e usou as insígnias do mais alto magistrado Estadual.

Foi no seu governo que a velha cidade de Vitória, colonial, feia e desprovida de todos os recursos a serviços públicos se transformou numa moderna capital. Deve-se a ele os serviços de água, esgoto, luz elétrica, bondes, calçamento, arborização, higiene, etc. No setor econômico iniciou as obras do porto, abriu estradas, criou fábricas, montou usinas, construiu armazéns, etc. Reconstruiu o Palácio do Governo, nas linhas que hoje ostenta. Construiu o do Congresso Legislativo e remodelou o da Justiça.

Modernizou a administração. Criou Secretarias de Estado. Refundiu a instrução pública em moldes modernos. Marcou, por fim, uma época de progresso e de prosperidade para o Estado.

Jerônimo Monteiro dirigiu, por largo espaço de tempo, a política espírito-santense, no campo da administração, realizou abras de vulto, através das quais impulsionou o progresso de seu Estado natal. A fábrica de tecidos, a grande fábrica de cimento e a Usina de Paineiras, existem ainda no progressista Município de Cachoeiro do Itapemirim, como marcos de sua operosidade e de seu descortínio.

Foi realmente um governante realizador e, longe de sacrificar as finanças do Estado, soube mantê-las em equilíbrio.

Em 1913 foi reconduzido ao Congresso Legislativo Estadual, tendo ainda desempenhado os mandatos de Deputado Federal e de Senador Federal.

Afastado da Política em 1930, voltou à atividade em 1934, quando foi eleito pela oposição Deputado à Constituinte, falecendo, porém, antes de tomar posse do cargo.

 

 

Fonte: Catálogo dos Monumentos Históricos e Cultural da Capital – Vitória – ES
Autor: Willis de Faria (o catálago foi por ele doado à Casa da Memória em 27-03-93)
Foto: Sérgio Lobos Martins e Flávio Lobos Martins Filho
Capa: Eugênio G. Herkenhoff
Compilação e foto atual: Walter de Aguiar Filho, julho/2011 

 

 

Links Relacionados:

 

>> Jerônimo Monteiro: o culto à personalidade




GALERIA:

📷
📷


Monumentos

Morro da Ucharia - Por Jair Santos

Morro da Ucharia - Por Jair Santos

Extensão do Morro do Convento da Penha, fica entre a praia de Piratininga e a enseada da Prainha. O nome ucharia significa despensa da casa real ou de casa muito abastada

Pesquisa

Facebook

Leia Mais

Monumento a Vasco Fernandes Coutinho (1º Donatário da Capitania)

É representado por um obelisco de granito, constituído de uma só peça inteiriça que assenta sobre quatro esferas de metal

Ver Artigo
O Farol de Santa Luzia

O farol de Santa Luzia em Vila Velha é a construção de montagem mecânica mais antiga do Espírito Santo, ganhando em muito na antigüidade de algumas pontes das estradas de ferro

Ver Artigo
Farol de Santa Luzia – Por Elmo Elton

A 07 de setembro de 1871, a luz do farol já anunciava aos nautas, antes incertos, a segurança da aproximação do porto

Ver Artigo
Chafarizes – Por Elmo Elton

A Prefeitura Municipal de Vitória anuncia que vai restaurar o velho e desativado chafariz da esplanada da Capixaba, na atual Rua Barão de Monjardim

Ver Artigo
Patrimônio ambiental: aspectos na Grande Vitória

A necessidade de intervenção no espaço físico, social e cultural levou a Fundação Jones dos Santos Neves a elaborar o Plano de Preservação do Patrimônio Ambiental Urbano e Natural

Ver Artigo