Morro do Moreno: Desde 1535
Site: Divulgando há 16 anos Cultura e História Capixaba

Moreno na mídia

Morro do Moreno, anos 70

Neste domingo (31/01/2010), o Morro do Moreno foi matéria de destaque na Gazeta - Suplemento Vila Velha -, mas infelizmente, pelo lixo deixado lá ao invés de ser desatque pela bela paisagem que temos lá de cima.

Apesar do trabalho que fazemos no site, orientando a quem vai subir a levar consigo uma sacola para recolher os restos que porventura deixar e do trabalho que a AMAMOR (Associação de Moradores e Amigos do Morro do Moreno) faz, tem faltado consciência ecológica à muita gente. Verdadeiros vândalos contra a natureza. Além de poluição visual, o lixo coloca em risco algumas espécies animais, principalmente aves sensíveis a perturbação do ambiente.

Uma das ideias da AMAMOR para conter a sujeira deixada lá, é fechar as trilhas paralelas, mantendo apenas o acesso pela Trilha Raiz. "Esses caminhos que foram criados formam um arco, saindo e retornando para a trilha principal, ou seja, são desnecessárias, não levam a lugar algum", aponta Walter de Aguiar Filho, presidente da Associação.

Além dessa ação, outras estão sendo efetivadas, como a que o universitário Divaldo Antunes Júnior e seus amigos tem feito. Eles criaram lixeiras ecologicamente corretas feitas de bambus e materiais encontrados na mata. Na subida, eles vão recolhendo o lixo e colocando nas cestas. Na volta levam para a estrada onde passa o caminhão de lixo.

O que precisamos é aumentar a cosnciência ambiental, um trabalho de formiguinha. Isso se faz com ações do dia a dia e com a educação das crianças.

Veja aqui algumas matérias publicadas em nosso site sobre a preservação do meio ambiente:

>> Respeito ao Meio Ambiente 
>> Dicas Ecológicas  

>> Reflorestamento no Moreno
>> O lixo é um bom negócio
>>
 Reciclagem de lixo

>> Sacolas (ecobags)  
>>
 
Biodiversidade  

>>
 
Sustentabilidade  

>>
 
Um mar de lixo  
>>
 
Dicas Ecológicas 

Matérias Especiais

Capixaba: valores únicos!

Capixaba: valores únicos!

Tradição passada de mãe para filha, confeccionar a panela de barro é quase uma instituição

Pesquisa

Facebook

Leia Mais

Jerônimo Monteiro - Capítulo XVI

Fazia-se o desembarque de passageiros, em escaleres e lanchas pequenas que atracavam às escadas dos navios

Ver Artigo
Jerônimo Monteiro - Capítulo II

Na foto ilustrativa, o casal Francisco de Sousa Monteiro e Henriqueta Rios de Sousa, pais de Jerônimo Monteiro (fim do séc. XIX). APEES — Coleção Maria Stella de Novaes

Ver Artigo
Saudações - Fernando Antonio de Oliveira

Carta endereçada ao escritor Walter de Aguiar Filho, autor do livro "Krikati, Tio Clê e o Morro do Moreno", pelas lembranças que nos traz sobre Vila Velha de outrora e pelo alerta sobre a identidade e cultura do canela-verde. Confira!

Ver Artigo
Estudos sobre a descoberta da Província - Parte VIII (FINAL)

Cristóvão Jaques foi o único que fez reconhecimentos e assentou padrões, conforme estão de acordo todos os cronistas e historiadores, estando por isso provado ser ele o primeiro que reconheceu a costa da província do ES

Ver Artigo
Estudos sobre a descoberta da Província - Parte VII

Com a chegada e desembarque, na província do Espírito Santo, do donatário Vasco Fernandes Coutinho, a 23 de maio de 1535, temos finalizado a notícia dos navegantes que tocaram ou não nas costas desta província

Ver Artigo