Morro do Moreno: Desde 1535
Site: Divulgando há 16 anos Cultura e História Capixaba

Na Praia - Elmo Elton

O modo de compor era este: depois de cumprir com Deus em muitas horas de oração de dia e de noite, e também com a obrigação de ensinar a doutrina a seus amigos, e lavrar com a palavra divina aquelas duras pedras, ia-se à praia a passear, e ali, sem livro nenhum de que se pudesse ajudar, nem tinta nem papel, andava compondo a obra, valendo-se somente de sua rara habilidade e memória extraordinária, e sobretudo do favor da Senhora, por cuja honra tomara aquela devota empresa. PERO RODRIGUES, S. J.

 

NA PRAIA 

Anda o padre vagando pela praia,
findo o trabalho na vizinha aldeia.
O mar, inquieto, em vagalhões se ensaia,
entre escumas franjadas como teia.

Ruge, ronca, resmunga e grita e vaia,
mas, depois, tal ao canto da sereia,
ante a augusta presença, então se espraia,
de pedrarias tudo ali semeia.

O padre olha em redor e não se espanta.
Lembra o voto que fez à Virgem Santa,
e, nesse amor mariano que o incendeia,

o espírito concentra, o mar esquece,
e, aos aplausos do vento, numa prece,
escreve versos sobre o chão da areia ...

 

Autor: Elmo Elton
Fonte: Anchieta, Vitória 1984 

Matérias Especiais

L e R - Leopoldina Railways

L e R - Leopoldina Railways

No Carnaval, lá íamos nós: eu, de baiana; ela, de cigana. A farra era jogar confete nos outros, economizar o lança perfume para durar os três dias, tirar retratos, visitar os parentes, apreciar fantasiados e mascarados na rua, ver corsos e bandas passando

Pesquisa

Facebook

Leia Mais

Paisagens da Ilha do Mel - Por Maria Isabel Perini Muniz

A paisagem vista e interpretada através da arte nos mostra aspectos que se escondem do nosso olhar descuidado e muitas vezes indiferente

Ver Artigo
Guarapari de ontem

"Quem passasse pela ruazinha tranqüila, aquela ruazinha varrida pelo vento sul e cujo solo barrento todo se cobria de regatinhos formados pelas chuvaradas de verão, invariavelmente descobriria a velha rendeira curvada sobre a almofada, trocando os bilros, atenta ao trabalho e de toda alheia ao bulício e à agitação exteriores ..."

Ver Artigo
General das Artes

Conheci, na casa de Homero Massena, anos 60, um amigo dele muito especial. Pessoa sensível, de fino trato, grande admirador da boa pintura e da Arte do mestre. Algumas vezes servi de mensageiro entre os dois, levando ao escritório do amigo, textos do Massena (muitas vezes assinados com pseudônimos: J. Prates, J. Carlos...) para que ele (diretor do jornal) providenciasse a publicação.

Ver Artigo
Festejos de Natal: Reis

O Reis foi introduzido em Vila Velha pelo Padre Antunes de Sequeira. Filho de Vitória, onde nascera a 3 de fevereiro de 1832

Ver Artigo
Ceia Natalina

A ceia natalina do Brasil e de outros países guardam muitas tradições em comum. Elas tem origem em velhos hábitos da Roma antiga

Ver Artigo