Morro do Moreno: Desde 1535
Site: Divulgando há 16 anos Cultura e História Capixaba

O Marrocos

Rua Duque de Caxias e o Bar Marrocos mais a frente

O MARROCOS

 

Os bares nascem, vivem, parecem eternos a um

determinado momento, e morrem.

Paulo Mendes Campos

 

 

 

Acabo de saber - mas que castigo!

que acaba de fechar meu velho bar.

Fechou tranqüilamente sem pesar.

num último e sentido adeus amigo.

Daquela velha rua só restava

o Marrocos, já por demais cansado,

vivendo tão-somente do passado,

fingindo que ele apenas não mudava.

Velhos pileques pelas madrugadas,

conversas, mesas fartas de bebidas,

dores de cotovelo mal curtidas,

agora são lembranças alojadas

     amarga e tristemente na memória

     da cidade moderna que é Vitória.

 

 

Fonte: Escritores de Vitória, 1995
Autor: Miguel Depes Tallon
Compilação: Walter de Aguiar Filho, janeiro de 2014

Literatura e Crônicas

A Menina e o Desembargador - Por: Marilena Soneghet

A Menina e o Desembargador - Por: Marilena Soneghet

A menina saiu em disparada para o Parque Moscoso. O copado "fícus" abrigava o banquinho vazio

Pesquisa

Facebook

Leia Mais

Colégio Estadual – 90 anos

A escola era risonha e franca, como a definiu festejado poeta

Ver Artigo
Eternidade - Jardim ou O Poema Moscoso - Por Gilbert Chaudanne

Onde os homens fluindo nos seus anos idos jogam o baralho do destino, baralho da vida-morte de que roleta russa

Ver Artigo
UFES - Por Matusalém Dias de Moura

UFES - nossa maior instituição produtora de cultura

Ver Artigo
Os filhos do Britz - Por Luiz Carlos Almeida Lima

Na linha da Praça do Santa Martha (nome do antigo supermercado) surgiram o Barcorella, o Zepocler, a Mama e o Adega

Ver Artigo
Anos de 1567 e 1569 - Por Basílio Daemon

Ainda outra aldeia em Reritiba, hoje Benevente, na rampa de uma montanha e ao redor dela com outra principiada ainda no lugar chamado Orobó, a dez quilômetros pouco mais ou menos do mar

Ver Artigo