Morro do Moreno: Desde 1535
Site: Divulgando há 16 anos Cultura e História Capixaba

Palavras que vieram da África

Quindim

A influência do negro na nossa cultura foi bastante expressiva. Os hábitos e costumes africanos penetraram no nosso cotidiano. Na língua portuguesa, assim como os índios, os negros acrescentaram um bom número de palavras ao nosso vocabulário.

Comemos jiló, tutu, quindim, vatapá e azeite de dendê sem parar para pensar de onde vieram as denominações. Batuque, candango, curinga, caxumba, senzala, xangô, xingar, macumba, miçanga. Não seria possível enumerar todos os vocábulos.

Algumas palavras tem histórias curiosas. Por exemplo, cangote, que tem origem na palavra canga, usada para prender os bois pelo pescoço. Já a palavra banguela vem de banguê. Os negros benguelas tinham a tradição de arrancar os dentes da frente ainda crianças.

Além do vocabulário, no Espírito Santo, a influência dos negros está presente no artesanato, na culinária e nas manifestações folclóricas, como o Ticumbi, no norte do Estado, jongos e caxambus, no sul e bandas de congo, no litoral.

 

Fonte: A Tribuna (21/05/2000)
Compilação: Walter de Aguiar Filho, novembro/2013 

 

LINKS RELACIONADOS:

>> Capixabês 
>> A mexerica pocou!!! 
>>
 
Festa de São Benedito
>>
 
Congo não é música

História do ES

Serious Game -  Cultura Geral do Espírito Santo - Rodada 79

Serious Game - Cultura Geral do Espírito Santo - Rodada 79

A reforma do Chafariz da Capixaba, se deu na administração de qual Prefeito da Capital?

Pesquisa

Facebook

Leia Mais

Quarto Minguante – Marcondes de Souza e Bernardino Monteiro

O período de 1912 ao começo de 1920 corresponde ao princípio e ao fim da crise internacional, oriunda da primeira guerra, que rebentou em julho de 1914 e teve armistício em novembro de 1918

Ver Artigo
Jerônimo Monteiro – Urbanismo em Perspectiva

O volume de terra, material escasso na ilha de Vitória; para aterrar o banhado, não preocupou o governo de Jerônimo Monteiro 

Ver Artigo
As guerras imperiais e seus reflexos no Espírito Santo – Por João Eurípedes Franklin Leal

O Ururau era em brigue de transporte, armado com seis bocas de fogo, que próximo a barra da baía de Vitória combateu por hora e meia um barco argentino o “Vencedor de Ituzaingu”

Ver Artigo
O recrutamento do Ururau - 1827

Gravíssimo incidente abalou o Espírito Santo quando da passagem, pelo porto de Vitória, do brigue de guerra Ururau, em 1827

Ver Artigo
Finda o Governo do Primeiro Donatário - Por Mário Freire

Confiou o governo a Belchior de Azevedo, como Capitão, com os poderes e a jurisdição que o donatário exercera: firmou esse ato na "vila de N. S. da Vitória"

Ver Artigo