Morro do Moreno: Desde 1535
Site: Divulgando há 16 anos Cultura e História Capixaba

Parabéns, Vitória!

Convento da Penha visto da Enseada do Suá

A cidade de Vitória, capital do Espírito Santo, comemora mais um aniversário no dia 8 de setembro de 2007, completado 456 anos de delícias, encantos e tradições.

Nós do site Morro do Moreno fizemos uma pesquisa com nossos internautas para saber o que Vitória tem de melhor.

Veja o resultado abaixo e, se ainda não conhece tudo isso, aproveite esse feriado e descubra a beleza que é Vitória!

O melhor de Vitória:

- Seu recorte geográfico;
- O fato de ser uma ilha;
- A vista de Vila Velha, na Enseada do Suá;
- A vista do Convento da Penha;
- Praia do Canto;
- Um passeio pela Av. Beira Mar;
- Um passeio pelas ruas antigas da Cidade Alta;
- Moqueca capixaba;
- A diversidade de seu povo, que mistura capixabas, mineiros e gente de todo Brasil;
- Vitória Cidade Presépio 

 

Fonte: Pesquisa Site Morro do Moreno, setembro/2007



GALERIA:

📷
📷


Parabéns, Vitória (desde 8 de setembro de 1551)

Vitória dos 400 aos 450 anos 1951 - 2000 - a cultura

Vitória dos 400 aos 450 anos 1951 - 2000 - a cultura

Síntese da 1ª palestra do ciclo comemorativo dos 450 anos de Vitória, que o Instituto Histórico e Geográfico do Espírito Santo patrocinou de 16 de maio a 21 de novembro de 2001

Pesquisa

Facebook

Leia Mais

Praças, ruas e escadarias de Vitória

O Centro de Vitória tem, para mim, um doce sabor de infância e da juventude, quando vagávamos, irresponsavelmente, por toda região

Ver Artigo
Vitória Física - Por Adelpho Monjardim (1949)

Sobre Vitória Física pouco ou quase nada se tem escrito. Alguns trabalhos feriram de leve o assunto, embora saídos de mãos de mestres. Entre todos destacam-se os de Charles Frederick Hartt

Ver Artigo
Curiosidades de Vitória

Vitória, uma viagem no tempo com fotos 

Ver Artigo
Quando a vi presépio – Por Elizabeth Martins

Também a vi presépio, Vitória, nas faces conhecidas no transitar cotidiano por suas ruas

Ver Artigo
Nossa Senhora da Penha – Vitória, 4º Centenário de fundação

Projetou-se um programa festivo de trinta dias, estendido portanto a todo o mês de Setembro de 1951

Ver Artigo