Morro do Moreno: Desde 1535
Site: Divulgando há 16 anos Cultura e História Capixaba

Pesca com iscas artificiais

Pescaria com iscas artificiais

Pesca com iscas artificiais: Da mesma forma que a pesca realizada no mar, também nos lagos e rios este tipo de pescaria tem muita ação.

Pode ser realizada da margem ou embarcado, com iscas flutuantes ou de fundo e consiste em arremessar as iscas nas proximidades de galhadas, pedras ou correntes d'água e recolher em movimentos contínuos ou intercalados com toques.

Para um bom resultado neste tipo de pesca, é necessário ter um bom equipamento, devidamente equilibrado, habilidade no lançamento, conhecimenro da melhor forma de trabalhar a isca e uma boa variedade de tipos e cores de iscas.

Pesca de mosca ou fly: Este tipo de pesca exige um material especial diferente do material de pesca usado nos outros tipos. O caniço deve ser longo e flexível com carretilha especial cuja finalidade é apenas acomodar e recolher o excesso de linha, também especial com maior diâmetro e peso necessário a conduzr as pequenas iscas conhecidas como moscas, por se assemelharem a pequenos insetos.

As moscas são do tipo seco (de superfície), afogadas e ninfas (submersas). É usada na pesca do salmão, truta, blackbass, tilápia, etc.

O principal segredo deste tipo de pescaria é o lançamento que normalmente é feito na forma "por cima da cabeça" ou "rodado", mas em qualquer dos casos, consiste em movimentos de vai e vem com o caniço e a linha até colocar a mosca no ponto desejado.

Por: Adrualdo Monte Alto Filho
Publicado originalmente no jornal do Iate Clube do ES.

Links Relacionados:

>> Pesca de Água Doce
>>
 
Modalidades de Pesca 
 
>> Pesca Embarcada  
>> Culinária Capixaba  
>> Livro Krikati, Tio Clê e o Morro do Moreno 

O Esporte na História do ES

Desportos - Por Renato Pacheco

Desportos - Por Renato Pacheco

O campeonato local de 1934 contou com sete clubes. Foi então que o Rio Branco FC, fundado em 21 de junho de 1913, resolveu transformar seu barracão, em Jucutuquara, num monumental stadium, que seria inaugurado em 30 de maio de 1936

Pesquisa

Facebook

Leia Mais

Domingo de Remo - Por Július César Carvalho Silva

Domingo de regata de remo em Vitória é domingo diferente

Ver Artigo
Histórias dos craques - Por Július César Carvalho Silva

Tudo acalmado quando o treinador Beto Pretti resolveu se virar para a torcida e fazer o sinal do V numa alusão à paz e o amor

Ver Artigo
Olhar de perto - Por João Carlos Nunes Ramos

Uma tímida torcida que repousava nas contínuas escadas do Salvador Venâncio da Costa

Ver Artigo
Adeus, Jucutuquara - Por Jorge Rodrigues Buery

Pelos idos de 1966 ou 67 comecei a assistir a jogos de futebol, frequentando estádios junto de meu pai e de meu tio

Ver Artigo
Moisés, um campeão - Por Jorge Rodrigues Buery

Na final do Campeonato Brasileiro de 1995, ele era um dos botafoguenses campeões

Ver Artigo