Morro do Moreno: Desde 1535
Site: Divulgando há 16 anos Cultura e História Capixaba

Polícia pede paciência para o verão 1999 na Rodosol

De acordo com o Batalhão de Trânsito, o tráfego na rodovia ficará complicado nos meses do verão 99

Paciência. Essa foi a palavra mais usada pelo comandante da Polícia Rodoviária Estadual (PRE), major PM De Angelli, para alertar os turistas que pretendem utilizar a Rodovia do Sol no próximo verão. De acordo com o comandante, o verão de 1999 contará com 10% mais veículos circulando pela Rodovia do Sol, tornando o que já era caótico em uma viagem cansativa.

"A cada ano teremos um fluxo mais assustador na Rodovia do Sol, com pelo menos 10% a mais de veículos circulando. Isso quer dizer que, se o tráfego já era lento em 1998, vai piorar em 1999. As obras de duplicação da rodovia precisam ser iniciadas para dar vazão a esse fluxo, tornando a Rodovia do Sol uma via segura, bem sinalizada e em perfeito estado de conservação. Tudo que venha a somar para o nosso bem-estar e segurança será bem vindo", comentou o major De Angelli.

NÚMEROS — Para ilustrar o seu prognóstico, o major De Angelli citou os números apurados em 1997 e 1998 em relação aos acidentes que assustaram toda a população na Rodovia do Sol. Segundo dados da PRE, em 1997 foram registrados nada menos que 449 acidentes ao longo da rodovia, sendo 115 com vítimas e 334 sem vítimas. Das pessoas vitimadas, 18 morreram e 189 foram lesionadas. Em 1998, esses números sofreram uma redução até novembro, porém, ainda assustam. Foram 248 acidentes, sendo 76 com vítimas, 172 sem vítimas, 13 mortos e 85 lesionados. A redução foi ocasionada pela vigência e eficácia do novo Código Brasileiro de Trânsito.

Para atender a tantas ocorrências e fiscalizar toda a Rodovia do Sol, o Comando da PRE conta com apenas 36 policiais, três viaturas e quatro motocicletas, números considerados insuficientes até mesmo pelo major De Angelli. "Não é culpa do Comando da PM. Não podemos destinar nosso efetivo para ficar de prontidão na Rodovia do Sol, isso não diminui os acidentes. O que pode acabar com os acidentes são obras de grande porte e consciência do motorista, pois, também, não adianta uma pista de primeiro mundo para alguns motoristas imprudentes", afirmou o comandante.

TEMPO — Para o secretário de Transportes e Obras Públicas, Jorge Hélio Leal, em apenas 18 meses a população do Espírito Santo e os turistas que visitam o Litoral Sul do Estado estarão sentindo as mudanças na Rodovia do Sol, que estará mais segura e muito melhor transitável. "Esse tempo já será o suficiente para que a empresa vencedora da licitação, a Servix Engenharia, implemente as obras de melhoria ao longo da Rodovia, concorrendo para o sucesso da alta estação capixaba", afirmou Leal.

De acordo com o secretário, a duplicação da Rodovia do Sol é o primeiro passo para a melhoria dos serviços oferecidos por Guarapari e demais municípios daquela região, sendo que, a médio prazo, aquele trecho estará conhecido por sua comodidade. "Teremos ainda um verão tumultuado, com engarrafamentos e trânsito lento. Todos torcemos muito para que seja o último e que o Estado entre numa época de maior atrativos turísticos, tendo a Rodovia do Sol como eixo principal", completou Leal.

 

Fonte: Duplicação da Rodovia do Sol: Novos rumos para o Litoral Sul, A Gazeta Caderno Especial, 11/12/1998
Compilação: Walter de Aguiar Filho, dezembro/2016

Variedades

Academia de Letras

Academia de Letras

A Academia de Letras Humberto de Campos, situada na Prainha em Vila Velha, foi inaugurada pela 3ª vez, no dia 26/10/2006 às 19h, sob convênio com a PMVV que patrocinou a reforma para em contrapartida lá poder funcionar o Conselho Municipal de Educação.


Pesquisa

Facebook

Leia Mais

Casas antigas guardam histórias e mistérios (1ª parte)

No centro da cidade, casas quase centenárias a abandonadas causam medo e desconfiança 

Ver Artigo
Casas antigas guardam histórias e mistérios (2ª parte)

“Às vezes fico angustiado pensando como a velha sofreu aqui, olho para o sótão e me dá arrepios”

Ver Artigo
Acontecimentos da Época Monárquica no ES

No regime monárquico, que durou sessenta e sete anos, nada menos de noventa e seis presidentes, entre efetivos e substitutos, governaram o Espírito Santo

Ver Artigo
Regência - Por Rubem Braga (1949)

Os motores novos pulsam no rio, a estrovenga limpa o mato, os americanos fazem contratos, os baianos chegam ávidos de dinheiro

Ver Artigo
O Dia Internacional da Mulher - Origem

Queremos registrar aqui o nosso agradecimento a todas as mulheres que contribuem com este site, seja enviando fotos especiais e antigas, textos, ou sugerindo matérias através do nosso Fale Conosco. Comemoramos esse dia com vocês, pois sabemos que fazemos parte da vida de um grupo de mulheres especiais

Ver Artigo