Morro do Moreno: Desde 1535
Site: Divulgando há 16 anos Cultura e História Capixaba

Poloneses no ES

Colonização Polonesa

Não foi diferente a situação enfrentada pelos poloneses: os mesmos desafios que este Novo Mundo lhes oferecia.

Isolamento, dificuldade de adaptação, recursos escassos, decepção com o governo brasileiro pela falta de colaboração.

A floresta tropical era assustadora: animais ferozes, as cobras aterrorizavam.

Em resumo: Os mesmos problemas eram enfrentados pelos alemães, pomerânios, italianos e demais povos que para cá vieram em busca de terrenos férteis e riquezas.

Localizaram-se, a princípio, na região de Águia Branca, onde o governo brasileiro lhes reservou extensões de terras.

Os poloneses chegaram a partir de meados do século XIX.

A Polônia fora devastada pela Primeira Guerra Mundial. O convite para imigrar, com a promessa de terras próprias, verdes e férteis, era irrecusável.

Instalados em galpões, só depois da localização, medição e numeração dos lotes pela administração do núcleo de colonização, os poloneses puderam dar início aos trabalhos.
Era preciso começar pela derrubada da mata, preparar a terra para o plantio. Levantavam barracas provisórias para se abrigar. Só mais tarde, construiriam as casas de alvenaria, com cobertura de telhas.

Porque tinha vindo de um país cujas guerras e rebeliões eram devastadoras, de um país de pequena extensão territorial, o Brasil lhes pareceu, apesar dos pesares, um verdadeiro eldorado. Logo iniciaram os trabalhos na lavoura. Dedicaram-se à experiência, já bem sucedida na Polônia, das pequenas propriedades agrícolas.

As primeiras cabeças de gado começaram a chegar. As lavouras começaram a prosperar.
Um dos grandes problemas era levar o s produtos agrícolas e peles de animais para vender em Colatina e arredores. Percorriam uma velha trilha, aberta pelos primeiros desbravadores. Dormiam debaixo das árvores, ameaçados pelos animais selvagens. Na volta, com o dinheiro recebido, traziam remédios, alimentos e tecidos.

A primeira igreja foi construída por iniciativa dos próprios poloneses. Católicos por tradição, a igreja foi dedicada a Nossa Senhora de Montes Claros.

Festeiros tradicionais, conservaram a polka, o mazur, o kuyawak.

Culinária

Nos ensopados de carne, é muito usada a carne de porco e a lingüiça. O chucrute é um dos pratos favoritos. E os pastéis doces são uma delícia!

 

Atualmente a cafeicultura é um sucesso e é a principal fonte de renda da região. Em segundo lugar está a pecuária. O leite e seus derivados são também produzidos e vendidos em abundância.

Os hortifrutigranjeiros são cultivados e vendidos para todo o Estado, muitas vezes ultrapassando as divisas capixabas.

A Polônia brasileira e capixaba é hoje um empreendimento de sucesso.

 

Fonte: Espírito Santo - História de suas Lutas e Conquistas
Autora: Neida Lúcia Moraes,2002
Compilação: Walter de Aguiar Filho, agosto/2013

 

LINK RELACIONADO:

 Imigração no ES
 Imigrantes Libaneses 
 Pomeranos

Imigração no ES

Primeiro dia em Linhares - Imigração Americana

Primeiro dia em Linhares - Imigração Americana

Chegada em Linhares, descrição da vila e suas imediações, popularidade da família para com os brasileiros que já viviam ali

Pesquisa

Facebook

Leia Mais

Emigrantes Portugueses de Origem Judaica - Ester Abreu

A autora fala a respeito das diásporas judaicas, os percalços desse povo para conservar seu estilo de vida e religião e da presença desse povo no Espírito Santo, oriundos de Portugal

Ver Artigo
Fotógrafo Cilmar Franceschetto pesquisa comunidade italiana

A beleza do biótipo de influência italiana é tema permanente no trabalho de antropologia visual de Cilmar Franceschetto

Ver Artigo
Imigrantes deixaram portugueses para trás

Na opinião de Renato Pacheco, lusos perderam o bonde da história e foram suplantados por uma cultura mais forte, que fez o desenvolvimento do Estado

Ver Artigo
Imigrantes criaram no ES biotipo especial

A intensidade da mistura racial capixaba resultou num biotipo diferente da população predominantemente branca e loura existente nas regiões de colonização européia no Sul do País

Ver Artigo
Ida ao Rio Doce - Imigração Americana

Família Keyes indo de encontro ao Rio Doce, onde mais tarde descobririam o caminho até Linhares, citações em relação a política governamental daquela época, como: vantagens para os imigrantes

Ver Artigo