Morro do Moreno: Desde 1535
Site: Divulgando há 16 anos Cultura e História Capixaba

Primeiras construções de Vitória

Palácio Anchieta

O ano de 1551 coincide com o início de grandes construções na recém-criada Vila de Vitória. Os padres da Companhia de Jesus iniciaram o conjunto arquitetônico formado pela Igreja de São Tiago e pelo Colégio dos Jesuítas, que hoje abriga o Palácio Anchieta. A pequena cidade começou a se formar em torno desses dois prédios e o traçado de suas ruelas, estreitas e sinuosas, pode ser conferido em pleno terceiro milênio. Basta caminhar no que hoje se chama Cidade Alta, no centro da Capital.

A influência religiosa ajudou a delinear a história dos primeiros anos. Além da Companhia de Jesus, à qual pertencia Padre José de Anchieta, outras organizações religiosas buscaram catequizar as almas da pequena ilha. Os franciscanos vieram e, numa competição de fé, ergueram o Convento de São Francisco, no morro do mesmo nome do santo, próximo a uma região de mangues, onde surgiria o Parque Moscoso. A pedra fundamental foi lançada em 1591. Era comum procissões saírem dali e irem para o Convento da Penha, em Vila Velha. O tempo foi desativado de suas funções religiosas e hoje abriga a Cúria Metropolitana, uma espécie de escritório geral da Igreja Católica de Vitória.

 

Fonte: A GAZETA, 26/09/1994

História do ES

Notícia histórica: São Maurício, Padroeiro da Vila do Espírito Santo nos tempos coloniais

Notícia histórica: São Maurício, Padroeiro da Vila do Espírito Santo nos tempos coloniais

Inobstante ao fato dessa onipresente proteção Mariana, o padroeiro de ambas as povoações da Capitania do Espírito Santo, naqueles tempos iniciais, foi o mártir São Maurício

Pesquisa

Facebook

Leia Mais

Mané Cocô - Por Elmo Elton

Foi construído um reservatório que passou a servir, ao palácio, repartições públicas e residências particulares dos abastados

Ver Artigo
Milagres Acontecem - Por Geert Banck

Estamos todos na sala de um sítio de Alto Corumbá, no município de Castelo, Espírito Santo

Ver Artigo
De 1960 a 1967 – Estudos e projetos de água para o ES

Numa atitude corajosa, o engenheiro Jonas Hortélio autorizou a execução da abertura emergencial de um grande orifício na parte lateral da tulipa

Ver Artigo
Por que Canela-Verde?

O nome canela-verde era dado exclusivamente ao cidadão nascido na sede de Vila Velha, estendendo-se hoje para os de todo o município. O termo canela-verde tem sua origem nos portugueses 

Ver Artigo
Abastecimento d’água na década de 50 - Por Celso Caus

Reversão e transferência dos serviços públicos de água e esgotos da Prefeitura de Vitória para o Estado. Criação do Departamento de Água e Esgoto (DAE)

Ver Artigo