Morro do Moreno: Desde 1535
Site: Divulgando há 16 anos Cultura e História Capixaba

Primeiro Núcleo de Vila Velha

Conforme Maria Stella de Novaes em História de Espírito Santo, Vasco Coutinho estabeleceu-se perto do Morro do Moreno, no lugar chamado mais tarde Sítio do Ribeiro, foto ilustrativa de 1976

Conforme Maria Stella de Novaes em História de Espírito Santo, Vasco Coutinho estabeleceu-se perto do Morro do Moreno, no lugar chamado mais tarde Sítio do Ribeiro. Após a construção das primeiras cabanas da povoação, e do plantio de sementes trazidas de Portugal, um engenho de açúcar começou a funcionar, logo após as primeiras colheitas de cana.

Há poucos dados concretos e muitas hipóteses. Seriam 30 as edificações necessárias aos pioneiros, principalmente se for aceita a versão de que 60 pessoas faziam parte da expedição de Vasco Coutinho.

Em 1550 foi aberto “um armazém alfandegado” em conseqüência da abertura do comércio entre a capitania, Portugal e Angola. Ficou sob a administração de Belchior de Azevedo – o Velho – nomeado então provedor da Fazenda Real dos Defuntos e Ausentes, promovido a cavaleiro-fidalgo com todas as regalias de escudos e armas, registrou Maria Stella Novaes.

Um ano depois chegou à capitania o padre jesuíta Afonso Brás, acompanhado do irmão Simão Gonçalves. Foram eles que mandaram construir a igreja dedicada a Nossa Senhora do Rosário. Com a transferência da sede da capitania para Vila Nova (Vitória), os missionários se mudaram para a ilha.

Há controvérsias sobre os motivos da transferência da sede da capitania de Vila Velha, então Vila do Espírito Santo, para Vila Nova (Vitória) em 1550. A versão tradicional é que os portugueses vieram para a ilha para fugir dos ataques dos índios.

O artista plástico Kléber Galvêas contesta esta versão. A água potável determinou a mudança dos colonos para a Ilha de Santo Antônio, em Vitória. Por Vila Velha estar situada em uma planície, seus rios recebem muita influência da maré. Além disso, sempre foi uma região pobre em fontes de água.

 

Fonte: Site Morro do Moreno

Vila Velha

Academia de Letras Humberto de Campos

Academia de Letras Humberto de Campos

Na década de 50, o mundo se recompõe dos destroços herdados da grande guerra, o Brasil vive momentos áureos da democracia e o Espírito Santo cresce em todas as áreas de sua vida administrativa. Tudo se modifica. Por sua vez, Vila Velha começa a ensaiar seus primeiros passos em busca do progresso. Nesse clima de euforia e de desenvolvimento, resolveram os integrantes do Centro Cultural transformá-lo em uma ACADEMIA DE LETRAS.

Pesquisa

Facebook

Leia Mais

Estatuto do Clube dos 40 – Parte I

O Clube dos 40, fundado em 08 de fevereiro de 1939, nesta cidade de Vitória, Capital do Estado do Espírito Santo

Ver Artigo
Estatuto do Clube dos 40 – Parte II

O Clube será administrado e dirigido por uma Reitoria composta de cinco membros seguintes 

Ver Artigo
Carnaval antigo de Vila Velha

O Carnaval de Vila Velha também tem a sua tradição. Logo no seu início as mulheres não se fantasiavam, porém os homens caprichavam para apresentar fantasias caras ou extravagantes

Ver Artigo
Primeiras escolas de Vila Velha

Junto à pedra do Cruzeiro, na Prainha, onde hoje temos a guarita da Marinha, está o casarão que abrigou a Escola Pública da antiga rua São Bento. Localizada na orla da Prainha, ficava a Escola Pública para meninos. A casa foi demolida por volta de 1920 pelo prefeito Antônio Athayde, na execução das primeiras obras de urbanização da cidade. Tratava-se da sala da residência do professor.

Ver Artigo