Morro do Moreno: Desde 1535
Site: Divulgando há 16 anos Cultura e História Capixaba

Princesa saqueava navios

Capa do Livro do Escritor Maciel de Aguiar

Um fato curioso foi marcante ma história do norte do Espírito Santo, em São Mateus e Itaúnas. No final do século dezessete e início do século dezoito, viveu na região a princesa angolana Zacimba Gaba, da nação de Cabinda, que foi capturada e trazida para o Brasil como escrava.

Comprada pelo fazendeiro José Trancoso, da Capitania de Porto Seguro, no Recôncavo Baiano, ela foi levada para a sua fazenda em Riacho Doce. Em 1674, a capitania incorporou toda a região de São Mateus, que pertenceu à Bahia.

Conforme conta o historiador e escritor Maciel de Aguiar, a princesa teria envenenado o fazendeiro com o que ficou conhecido na época como "pó de amansar senhor", uma espécie de veneno da jararaca. A cabeça da cobra era queimada e torrada. O pó misturado à comida dos senhores pela mucamas.

Libertada, Zacimba passou a liderar, no período de 1695 a 1710, um grupo de escravos fugitivos que saqueava navios vindos de Angola abarrotados de escravos, na foz dos rios Mucuri e Cricaré.

Sempre em ataques noturnos, quando a tripulaçao estava dormindo, a princesa e seus comandados subiam ao convés e pegavam os mercadores de escravos desprevenidos.

Segundo narra o escritor, no ano de 1710, Zacimba foi morta e todo o seu grupo após sofrer uma emboscada. Entretanto, a história da princesa que lutou contra a escravidão ficou registrada pela história.

 

Fonte: A tribuna (29/7/2007)

 

Links Relacionados:

>> Palavras que vieram da África
>> 
Ruínas em São Mateus
>> Rios do ES
>> Capitanias hereditárias  
>>
 
Capitanias ou Feudos? 
>> Zacimba Gaba – Princesa, Escrava e Guerreira

História do ES

Padres, cirurgiões, rábulas etc. - Província do ES

Padres, cirurgiões, rábulas etc. - Província do ES

Os capixabas não podiam se queixar – como em outros tempos tantas vezes o fizeram – da falta de sacerdotes

Pesquisa

Facebook

Leia Mais

Viajantes Estrangeiros ao ES – Auguste François Biard

Na relação dos principais viajantes estrangeiros ilustres que estiveram em nosso país, no segundo meado do século dezenove, sem muito destaque, inclui-se o nome do pintor francês — Auguste François Biard

Ver Artigo
Viajantes Estrangeiros ao ES – Jean-Jacques de Tschudi

"No dia seguinte, a comitiva regressou a Vitória, onde o presidente Sousa Carvalho já havia providenciado uma canoa grande e cinco remadores, escravos, para subirem o curso caudaloso do rio Santa Maria, até a colônia de Santa Leopoldina"...

Ver Artigo
Palácio das Águias

A Barra do Itapemirim, em Marataízes, é um antigo núcleo de povoação fundado no ano de 1771 pelos portugueses 

Ver Artigo
Festival de Verão de Guarapari Janeiro 1971

A ideia tinha partido de dois jornalistas, Antônio Alaerte e Rubens Gomes Filho

Ver Artigo
Mais nomes curiosos de ruas de Vitória

RUA DO FOGO ou CARAMURU - Foi conhecida por Ladeira do Quebra-Bunda, pois com leito em pedra, muito íngreme e sempre molhada por infiltrações, era bastante escorregadiça

Ver Artigo