Morro do Moreno: Desde 1535
Site: Divulgando há 16 anos Cultura e História Capixaba

Regência encanta famosos - 2008

Marcos (de verde), ao lado de Guga (centro), com um grupo de surfistas em Regência

LINHARES — Cercada por praias pouco exploradas, muito verde e por uma cultura rica, a vila de Regência, no litoral de Linhares, Norte do Estado, vem a cada ano recebendo novos moradores e visitantes ilustres.

Muita gente decidiu deixar os grandes centros e fixar residência na vila de pescadores em busca do sossego e do silêncio — que só é quebrado pelo canto dos pássaros e pelo barulho das ondas.

Aliás, devido a essas ondas, Regência é considerada pelos surfistas uma das melhores praias para surfar no Brasil, comparadas com as praias de Florianópolis (SC), Maresias (SP) e Saquarema (RJ).

Talvez tenha sido esse o principal motivo que levou à vila o cantor Armandinho e o ex-tenista Gustavo Kuerten, o Guga, amantes do surfe e duas das personalidades que conheceram e se encantaram com Regência.

Há pouco menos de um mês, Guga e um grupo de amigos estiveram na vila e, pelo que dizem os moradores locais, o ex-tenista ficou apaixonado pelo lugar. Tem gente que fala até que ele chegou a comprar um terreno no local.

"Fui eu quem o reconheci primeiro. Eu estava na praia com um amigo e vi que era o Guga. Aproveitamos a ocasião para tirarmos fotos com ele. Ele é muito simpático e educadíssimo", disse o produtor rural e surfista Marcos Faria, de 46 anos.

O papo entre Farias e Guga durou cerca de 15 minutos. "Perguntei o que ele estava fazendo em Regência. Disse que viu, num site local, que as ondas daqui eram perfeitas para o surfe. Falou ainda que estava com tempo disponível e resolveu conhecer a vila para pegar onda. Exaltou o potencial lugar, bucólico e pouco explorado."

Saindo da praia, Guga foi a um bar. "Vendi uma água para ele e nem desconfiei que fosse o Guga. Depois foi que vi um pessoal tirando fotos", contou a comerciante Rita de Cássia Santos.

COMO CHEGAR

Regência fica a 60 km de Linhares e a 120 km de Vitória. O acesso ao balneário se dá através da BR-101 Norte até o km 165, no trevo do distrito de Bebedouro.

A partir daí, o trecho é de 45 quilômetros, sendo 16 pavimentados. No restante, a estrada é de chão, mas em bom estado.

Para quem sai de Vitória, a melhor opção é seguir pelo litoral Norte, em direção a Vila do Riacho.

Ilustres e anônimos buscam sossego

LINHARES — Além do ex-tenista Gustavo Kuerten, outro famoso que esteve recentemente em Regência foi o cantor e compositor Armandinho, também apaixonado pelo surfe.

Moradores contam que ele ficou sabendo da existência da vila de Regência, no litoral de Linhares, através do amigo Guga.

Assim como o artista, muitas outras pessoas, famosas ou não, chegam ao local, compram um terreno e constroem suas casas, em busca de tranquilidade e também para fugir do estresse das grandes cidades.

Assim aconteceu com a produtora cultural Bibil Satiro, que há 18 anos deixou o cargo de diretora do Teatro Carlos Gomes, em Vitória, e mudou-se para a vila.

"Nesse lugar já recebemos as visitas dos jornalistas Ernesto Paglia e Maurício Kubrusli, além de muitos empresários, industriais, artistas regionais e estrangeiros que sempre aparecem com suas fumadoras e câmeras digitais em busca de um dos principais produtos da vila: o potencia: cultural do lugar", destacou Bibil.

Antes de parar em Regência, ela conta que morou no Rio de Janeiro, São Paulo e em países como Peru e Estados Unidos. "Aqui, acordo com o canto da sabiá. Não aguentava mais o cheiro da fumaça. Vou a Vitória e quero logo voltar para minha casa", acrescentou Bibil.

Já a biomédica Assunta Maria Penna, professora da Escola Superior de Ciências da Santa Casa de Misericórdia (Emescam), em Vitória, há três anos decidiu mudar de vida e também de cidade.

"Morava em Vitória, mas um dia conheci duas coordenadoras do Projeto Tamar, aqui em Regência, e passei a visitá-las com certa frequência. Depois comprei um terreno, construí minha casa e agora vou a Vitória uma vez por semana para dar minhas aulas e retorno no mesmo dia", disse a professora.

O que ela destaca na vila são as praias ainda pouco exploradas, o contato com a natureza e a possibilidade que teve de lidar com outra paixão: o artesanato. "Além de ter uma vida alternativa, aproveito para fazer artesanato. Não penso em voltar para Vitória. Aqui é meu lugar", ressaltou.

 

Fonte: A Tribuna - Vitória-ES - 23/11/2008
Fotos: Marcos Faria
Texto: Wilton Júnior
Arquivo: Instituto Jones dos Santos Neves

Compilação: Walter de Aguiar Filho, julho/2018



GALERIA:

📷
📷


Ecologia

Sacolas (ou Ecobags)

Sacolas (ou Ecobags)

Porque optar pelas duráveis, como faziam nossas avós.

O mundo produz sacolas plásticas desde a década de 1950. Como não se degradam facilmente na natureza, grande parte delas ainda vai continuar por mais de 300 anos em algum lugar do planeta.

Pesquisa

Facebook

Leia Mais

Paisagens de Passagens - Por Rubens Câmara Gomes

A Praia de Camburi sem nenhuma construção também era muito melhor, embora eu tivesse freqüentado pouco quanto ela ainda era virgem. Lembro que o acesso era pela Ponte da Passagem

Ver Artigo
Marinha desmonta o farol de Regência - 1998

Foi iniciado ontem, em Regência, o processo de desmontagem do farol que foi instalado no local em 1888

Ver Artigo
Turismo no Campo - Por Cacau Monjardim em 1975

Nestas propriedades seriam mantidas as tradições que poderiam vir a ser incluídas  na programação e formação de uma rede estadual de turismo rural ou melhor, de turismo-natureza

Ver Artigo
Medidas para ajudar a salvar o Rio Doce

Especialistas sugeriram em encontro o reflorestamento das margens e recuperação de nascentes para preservar o rio

Ver Artigo
Regência é eleita a 6ª melhor praia do Brasil para surfar

O portal analisou os melhores picos para a prática do esporte, com a supervisão do surfista profissional Bino Lopes, campeão brasileiro de 2015. Fernando de Noronha, em Pernambuco, lidera o ranking

Ver Artigo