Morro do Moreno: Desde 1535
Site: Divulgando há 16 anos Cultura e História Capixaba

Rua Adão Benezath (ex-rua do Cruzeiro) – Por Elmo Elton

Rua Adão Benezath (lado esquerdo na foto) era de casas baixas, modestíssimas, tendo parte delas resistido até os anos 40

Parte desta rua foi prejudicada com a abertura da rua (ex-ladeira) Dom Fernando. Situa-se ao lado do outeiro onde se erguia o Convento de São Francisco, terminando na ladeira da Tapera. Era de casas baixas, modestíssimas, tendo parte delas resistido até os anos 40. Chamou-se, também, Rua Carro de São Francisco.

Presentemente, na parte que restou, foram construídos edifícios residenciais, recebendo nova designação: a de Rua Adão Benezath, professor de educação física, falecido durante a última Grande Guerra. Quando de viagem para Recife, onde ia trabalhar, o navio em que viajava, o Baependi, foi torpedeado pelos alemães, à altura dos Abrolhos, a 15 de agosto de 1941 sendo que seu corpo jamais foi localizado. A morte desse atleta capixaba, aos 27 anos de idade, emocionou grandemente a cidade, onde contava com muitos amigos, ex-alunos e admiradores.

 

Fonte: Logradouros antigos de Vitória, 1999 – EDUFES, Secretaria Municipal de Cultura
Autor: Elmo Elton
Compilação: Walter de Aguiar Filho, outubro/2017

Bairros e Ruas

Rua Cais de São Francisco (ex-cais de São Francisco)

Rua Cais de São Francisco (ex-cais de São Francisco)

Quem passa hoje, pela rua Cais de São Francisco, fica intrigado com esta denominação. Ora, por que tal nome, se não há ali cais algum?

Pesquisa

Facebook

Leia Mais

Centro de Vitória

Palco de batalhas ferrenhas contra corsários invasores, espaço para peladas de futebol da garotada, de footings de sábados e domingos, praças, ladeiras e ruas antigas curtas e apertadas, espremidas contra os morros — assim é o Centro de Vitória

Ver Artigo
Ruas de Vitória

Somente em 1908, sob o governo Jerônimo Monteiro, Vitória inicia sua fase de urbanização

Ver Artigo
Escadaria Maria Ortiz

Ao tentar alcançar a parte alta da vila, subindo estreita rampa, conhecida como ladeira do Pelourinho, os corsários foram surpreendidos pela jovem Maria Ortiz

Ver Artigo
Praça João Clímaco (ex-praça Afonso Brás) – Por Elmo Elton

Em 1910, Jerônimo Monteiro, quando o logradouro tinha o terreno inclinado, para aplainá-lo, construiu-se um muro de arrimo, coroado por balaustrada, fronteiro à atual Rua Nestor Gomes

Ver Artigo
Como nasceu a Vitória – Por Areobaldo Lellis

Circundada por montanhas desabitadas, os seus extremos eram ligados, a partir das Pedreiras, hoje Barão Monjardim

Ver Artigo