Morro do Moreno: Desde 1535
Site: Divulgando há 16 anos Cultura e História Capixaba

São Sebastião e São Benedito

Hoje, dia 20 de janeiro,é o ponto alto da tradicional Festa de São Benedito e São Sebastião, que está entre as mais populares do Espírito Santo e reúne, num misto de fé, devoção e alegria, diversas bandas de congo da Grande Vitória, além de atrair milhares de turistas e admiradores da cultura popular capixaba.

Haverá shows com atrações locais e nacionais, além da celebração de missas na histórica Igreja e Residência dos Reis Magos. Inúmeras bandas de congo saem em procissão pelas ruas de Nova Almeida ao lado de uma réplica do navio “Palermo”, que é carregado por devotos dos santos católicos. Às margens do rio Reis Magos, a multidão de fiéis e turistas aguarda a chegada da procissão marítima, que traz consigo um dos principais símbolos dos festejos, um mastro de madeira todo pintado. Ele é então colocado pelos fiéis no “navio” sob muitos aplausos e cantos.

Depois disso, a multidão, formada por crianças, jovens e adultos, segue atrás das bandas de congo e do navio “Palermo” em nova procissão pelas principais avenidas do balneário até chegarem à praça da Igreja dos Reis Magos, onde acontece o momento mais bonito e emocionante da festa de São Benedito e São Sebastião. É a tão esperada hora da fincada do mastro. Após o ritual, uma linda queima de fogos nos arredores da Igreja dos Reis Magos enfeita os céus de Nova Almeida.

Origem dos festejos

Segundo diz a lenda, um navio negreiro que trazia escravos oriundos da África naufragou, em meio a uma tempestade, na costa de Nova Almeida. No entanto, os escravos que então ocupavam a embarcação se salvaram ao se agarrarem em um mastro de madeira. Esse fato, mais tarde, foi atribuído pelos católicos às orações dos escravos ao "santo preto" São Benedito, que viveu e morreu em Palermo, Itália, no século 16.

 

Documentário sobre a Festa da Puxada e Fincada do Mastro de São Benedito que anualmente se realiza en Serra, cidade do Espírito Santo. Feito em 1971.

https://www.youtube.com/watch?v=8AfUwYgufgg

 

LINKS RELACIONADOS:

>> Capixabas: valores únicos 
>> Roteiros da Serra

>> Reis Magos ou Nova Almeida

Folclore e Lendas Capixabas

JOGOS DE SALÃO

JOGOS DE SALÃO

Eurípedes Queiroz do Valle se refirindo ao livro da professora Maria da Glória disse: Há nesse livro uma nota de tocante amor filial. É quando a autora, na dedicatória inicial, se refere, carinhosamente, a um sábio conselho de sua veneranda e saudosa mãe, ao lhe dizer:- “Escrevam todas as cousas bonitas de Vila Velha antiga, porque, quando eu e os outros velhos desaparecermos, todas essas belezas desaparecerão conosco”. E ela escreveu. E fê-lo neste belo livro.

 

Pesquisa

Facebook

Leia Mais

A Pedra dos Ovos – Por Adelpho Monjardim

Consiste a interessante formação em compacto bloco de granito, sofrivelmente oval, superposto a outro menor, em perfeito equilibro

Ver Artigo
Horas de Lazer nos anos 40 em Vila Velha – Por Seu Dedê

As brincadeiras eram comuns a todas as crianças, sem distinção de classe social. Tínhamos muitas e muitas

Ver Artigo
Carta ao meu cumpade Almando Azevedo (Aribiri, Vila Velha)

Meu cumpade que sódade / que vontade de chora, quando me alembra das noiques / que ensaiemo no Celestiá, foi só pra toma amizadi / com o cumpade do Arraia

Ver Artigo
A Manteigueira Assombrada – Por Maria Stella de Novaes

Desse romance entre a mulher índia e o colono luso, resultou a lenda de uma "assombração", para a Casa da Manteigueira

Ver Artigo
As Timbebas - Edward Athayde D’Alcântara

A Prainha era um berçário de mariscos; ali, você colhia com fartura o burdigão

Ver Artigo