Morro do Moreno: Desde 1535
Site: Divulgando desde 2000 a Cultura e História Capixaba

Com Vistas ao Delegado José Vieira

Vista geral da Praça Duque de Caxias, no Centro de Vila Velha, com jardins construídos na administração de Gil Vellozo

Sábado último e por coincidência justamente no momento em que o tiroteio da Convenção do PSD chegava ao auge, por motivos que ignoramos, mas que informações ainda não confirmadas asseguram que foi porque a vítima dera vazão a sua simpatia pelo Dr. Bezerra de Faria, foi preso por um soldado do destacamento local, ao que se diz de nome João o cidadão Sebastião Silva residente na Toca.

Ao ser conduzido para a Delegacia, foi vítima da brutalidade do referido soldados que o esbordoou à vontade. Ao ponto de causar revolta às famílias que residem na esquina da Avenida Jerônimo Monteiro com a rua Antonio Athayde.

Ante os protestos dos que assistiam aquela cena inclusive da ação de terceiros que solicitaram em frente da Delegacia a soltura do pobre homem, foi ele solto.

Com as devidas reservas levamos ao conhecimento do Sr. José Pinto Vieira o fato acima, denunciado, a fim de que S.S., caso o desconheça determine a abertura de rigoroso inquérito para apurar o delito.

E fazemos este aviso como que para deixar claro que estaremos aqui na estacada para denunciar, combater e inclusive apurar por outros meios, inclusive o judicial, todos e quaisquer atos de violências policiais, partam de onde partirem e que tiverem por motivo interesses políticos. Vila Velha não é Afonso Cláudio, nem Linhares, nem Conceição da Barra que, distantes da Capital do Estado sofrem as amarguras de soldados arbitrários e violentos a serviço de seus chefetes políticos.

APURANDO O FATO

Em ligeira palestra que tivemos, anteontem com o nosso prezado amigo Sr. Raymundo Braga, detetive dos quadros policiais da Chefatura. Informou-nos S.S.  Que o caso não ocorreu em frente ao Cinema Continental nem o Sr. Sebastião Silva estava dando vivas ao Dr. Bezerra. O fato se passou no interior do Parque de Diversões, onde houve uma altercação e intervindo a polícia, registrou-se reação contra os soldados, daí a ação repressora dos mesmos. Que, segundo apurou, não houve também espancamento.

 

Fonte: Jornal O Continente - 03/04/1953

Variedades

Acontecimentos da Época Monárquica no ES

Acontecimentos da Época Monárquica no ES

No regime monárquico, que durou sessenta e sete anos, nada menos de noventa e seis presidentes, entre efetivos e substitutos, governaram o Espírito Santo

Pesquisa

Facebook

Leia Mais

UMA FEIRA, COM AMOR - Por Luiz Sérgio Quarto

Vá, mesmo que não tenha vivido no interior. Mas vá com a seguinte condição: a de expor o seu interior. Feito isso, será bem-vindo. Ou melhor: festejado

Ver Artigo
Cienfuegos no bar do Valfredo na Vila Rubim - Por Gilson Soares

O relógio na parede do Bar da Vila marcava meio-dia. Era a hora. O bando de bêbados inventou de enumerar em coro, sob a batuta de Cienfuegos, as batidas do velho relógio 

Ver Artigo
Bananas, Curiós e Peroás - Por Marien Calixte

Ali chegavam as canoas vindas de Caçaroca, Jucu, Tanque, Cariacica, via rio Marinho. Também vinham do rio Santa Maria.

Ver Artigo
Bota Muito - Por Cariê Lindenberg

Era um ritual quase religioso: frequentar o botequim do mercado da Vila Rubim apelidado pelo pessoal de, "Bota Muito", por razões que acredito óbvias

Ver Artigo
Frases de Caminhão - Por Eurípedes Queiroz do Valle

As 10 mais espirituosas Frase de Caminhão do Espírito Santo, 1971

Ver Artigo