Morro do Moreno: Desde 1535
Site: Divulgando há 16 anos Cultura e História Capixaba

Convento da Penha em 1928

Recebemos foto inédita do Convento da Penha no ano de 1928, enviada por Luciano Lopes e com edição de imagens de Edson Quintaes.

Observando a foto com muita dificuldade, constatamos o seguinte:

> Rua Luciano das Neves indo até o mar na Praia de Itaparica;
> Rua Antônio Athaíde;
> Rua Luíza Grinalda;
> Rio da Costa;
> As palmeiras do Convento ainda não tinham;
> O Colégio Maristas ainda não existia, pois foi construído nos anos 50;
> A Capelinha de São Francisco de Assis também não, somente as ruínas da primeira capelinha;
> A estrada de rodagem foi aberta por volta de 1928;
> A ladeira da penitência de pedras irregulares foi construída em 1643.

Veja abaixo texto de Luciano Lopes:

"Esta foto eu consegui quando estava no Município de Guaratinguetá-SP, no ano de 2000, pesquisando na biblioteca do Seminário Frei Galvão sobre as casas franciscanas no Brasil. O livro datava o ano de 1958 pela editora Vozes de Petrópolis-RJ.

Embaixo da foto dizia o seguinte:

VISTA AÉREA DO CONVENTO DA PENHA

O Convento de Nossa Senhora da Penha, como que parafusado no tôpo da grande rocha. A estrada nova, serpeando pela mata. Um canto da cidade do Espírito Santo (Vila Velha). A linda praia da Costa; O mar imenso. Em tudo isso, na brisa que sopra benfazeja e calma, nas praias que se perlongam alvinientes, na quietude da montanha, no canto aqui festivo, ali dolente dos passarinhos, há um convite para escalada aos que vivem na planície, aquele mesmo que reza a placa à porta de entrada do Santuário: Confia! Ela é Mãe e Rainha! Sê benvindo ao Santuário do perdão e da graça! (Autor desconhecido) Não consegui identificar.

Observação: A estrada nova foi inaugurada no ano de 1952."

Convento da Penha

A gruta do ermitão e os montinhos de farinha

A gruta do ermitão e os montinhos de farinha

"Este devoto homem [o capitão Melchior de Azevedo] o ajudou com particular cuidado nas obras das suas capelinhas, e já quando Fr. Pedro se achou mais envelhecido, lhe deu um negrinho, seu escravo, para assistir com ele no retiro do monte."

Pesquisa

Facebook

Leia Mais

O Convento da Penha – Por Maria Stella de Novaes

Peregrino, contempla o augusto monumento  da terra capixaba. Ali, vive a rezar, em hosanas de glória, ou rudez do tormento, o coração de um povo!

Ver Artigo
Visão dos Holandeses (Poesia) - Por Orminda Escobar Gomes

De além se divisava a linda capelinha, /Erguida sobre a rocha. Esplêndida moldura /O céu azul turquesa... Excêntrica, a estrutura /Do monte-matagal a florescer... Na linha

Ver Artigo
Radiosa - Por Orminda Escobar Gomes

Vitória, és joia rara! /Realças entre as demais! /Teus campos e tuas praias, /Tão lindas, não têm rivais!

Ver Artigo
Cerração (Poesia) - Convento da Penha

Um dia esplendoroso. O sol quente, escaldante / Suave azul do céu. O esmeraldino mar / Oscula, brandamente, a praia. Singular / Beleza e alacridade em torno... Mas, distante...

Ver Artigo
Terremoto em Vitória e em Vila Velha (Poesia) - Por Orminda Escobar Gomes

Agosto. Quase findo, o seu primeiro dia. / Dezoito século... Sim!... Sessenta e sete ou nove?! / Das lides descansando, a gente adormecia...

Ver Artigo