Morro do Moreno: Desde 1535
Site: Divulgando há 16 anos Cultura e História Capixaba

GRÉCIA CAPIXABA

De 1880 a 1903 são 23 anos de tempos áureos, de muita riqueza, luxo e cultura, sendo a Serra conhecida como a “Grécia Capixaba”. Grécia é um país da Europa, localizado nas margens do mar Mediterrâneo. É o lugar onde nasceram a Medicina, a Filosofia e foi instalada a primeira Academia de Letras do Mundo. Os povos que, na antiguidade, habitaram o território da Grécia construíram a primeira civilização duradoura da Europa, berço de toda a cultura ocidental moderna.

Os gregos criaram obras artísticas, literárias, filosóficas e científicas de importância insuperáveis. A expressão Grécia Capixaba era usada para qualificar a Serra como uma terra de pessoas cultas e inteligentes. Nas escolas da Serra eram ministradas aulas de Francês, e os filhos de proprietários de terras da Serra iam estudar nas melhores Escolas, localizadas em Olinda e São Paulo e até do outro lado do oceano atlântico, na França, se que de lá mandavam, regulamente, tecidos e perfumes, para parentes e amigos.

Já no século XIX, a Serra experimenta grande desenvolvimento por ser um entreposto de comércio para a região norte e litorânea norte e, pela sua produção de açúcar e café. São José de Queimado, hoje distrito da Serra, situado à do rio Santa Maria, possuía um porto denominado o “porto do Uma”, onde eram embarcadas em grandes canoas que comportavam cerca de 100 sacas de café, a produção da região da Serra e, onde eram desembarcados os produtos importados para atender as necessidades locais. O rio servia como via para transporte em geral, inclusive para a integração de Vitória com Serra e o interior Norte com as pessoas se deslocando de um lugar para outro.

O “café Capitania”, colhido no Morro da Serra, dizia-se ser de fato especial, de grãos sadios, graúdos e azulados. Na Sede verifica-se uma intensa movimentação em torno das máquinas de moer café e descascar arroz, que tinham como proprietários as famílias Miranda, Castello e Miguel, que promoviam grande movimento de tropas de animais, que eram usadas para o transporte de cargas e, que movimentavam as ruas de chão batido da Serra.

 

Fonte: História da Serra - 3ª Edição, abril/2009
Autor: Clério José Borges

 

LINKS RELACIONADOS:

>> Café Capitania 

Cidades do ES

Pedra Menina

Pedra Menina

Como muitas regiões do Caparaó capixaba, o distrito de Pedra Menina não foge à regra. O nome do lugar é esse por conta de uma lenda indígena da região. Os moradores juram que as montanhas que contornam o pequeno lugarejo tem o formato de uma menina deitada. 

Pesquisa

Facebook

Leia Mais

O Dia de Cachoeiro - Por Gabriel Bittencourt

Há 118 anos, no dia 25 de março de 1867, era instalada a Câmara Municipal da Vila de "Cachoeiro", desmembrada da Vila de Itapemirim

Ver Artigo
Primórdios de Cachoeiro – Por Levy Rocha

Uma das sesmarias mais antigas foi a que o Governador Rubim concedeu ao Capitão Francisco Gomes Coelho da Costa, em 1811

Ver Artigo
Itapemirim - Por Edward Willberforce

Vila de certo tamanho, situada uma milha ou duas rio acima. É notável sobretudo devido ao seu estágio de civilização

Ver Artigo
São Mateus mais de 400 anos de solidão - Gabriel Bittencourt

A história do município de São Mateus começa quando o navegante Cristóvão Jacques, em 1504, teria chegado ao rio Cricaré 

Ver Artigo
São Pedro do Itabapoana

Como se sentiria o morador de uma importante cidade ao vê-la cercada por militares e ter documentos e bens públicos saqueados? E mais: descobrir dias depois que o local foi rebaixado a distrito por decreto?

Ver Artigo