Morro do Moreno: Desde 1535
Site: Divulgando desde 2000 a Cultura e História Capixaba

Ormando Moraes

Ormando Moraes foi o 2º ocupante da cadeira 31 da ALES

Nasceu em Vitória a 4 de outubro de 1915, filho de Jeronymo de Moraes e Josepha Lima de Moraes e, aos 3 anos, já estava em Barra de Itabapoana, onde fez o curso primário. Após passar 2 anos em Muniz Freire, em 1930 mudou-se para Cachoeiro de Itapemirim e ali fez o curso secundário no velho Colégio Pedro Palácios, diplomando-se como professor normalista. De 1936 a 1937 residiu em Vitória, exercendo o magistério primário e secundário, inclusive, interinamente, na cadeira de Pedagogia da Escola Normal Pedro Il. Em 1938 retornou a Cachoeiro, onde continuou como professor no Colégio Muniz Freire, na Escola de Comércio e no Colégio Cristo Rei. Em 1942 ingressou no Banco do Brasil, no qual permaneceu por 30 anos e exerceu várias comissões, inclusive a de gerente de Cachoeiro de Itapemirim, de Inspetor com jurisdição no Estado do Rio, Espírito Santo e parte de Minas e a de Coordenador da Política de Preços Mínimos no Espírito Santo. Em 1973, já aposentado, transferiu-se definitivamente para Vitória e aqui exerceu diversas funções como a de Diretor Financeiro da Dadalto S.A., Diretor Administrativo da antiga Fundação Cultural e membro do Conselho de Administração da Cia. Habitacional do Espírito Santo. Além de professor, Ormando Moraes é contador, bacharel em direito e conquistou o título de administrador em virtude de cursos intensivos feitos no Banco do Brasil e de trabalhos escritos sobre administração. Paralelamente à sua vida profissional de professor e bancário, teve longa atuação no jornalismo, como um dos fundadores e redatores do jornal "A Época" de Cachoeiro de Itapemirim, e colaborou no "Correio do Sul", no velho "Diário da Manhã", de Vitória, até 1940, em "A Tribuna" há alguns anos e atualmente escreve para "A Gazeta". Em Cachoeiro foi também sócio de Newton Braga na Galo-Publicidade, primeira empresa do ramo neste Estado, na Rádio Cachoeiro de Itapemirim e na publicação de algumas revistas sobre municípios capixabas. É membro da Academia Espírito-Santense de Letras, da Academia Cachoeirense de Letras e do Instituto Histórico e Geográfico do Espírito Santo e tem os seguintes livros publicados: Caderno de Crônicas (1962), Não fica bem a revolução chegar a pé— crônicas (1979), Da Itália ao Brasil - história (1981). Seu Manduca e outros mais - romance (1986) e Por serras e vales do Espirito Santo - A epopeia das tropas e dos tropeiros - história (1989).

 

Ormando Moraes: Autor do romance “Seu Manduca e outros mais"

Fonte: Biblioteca de Autores Capixabas - Torta Capixaba II - Poesia e Prosa, Volume 3 - Editada pela Academia Espírito-santense de Letras, 1989

Comissão de edição: Neida Lúcia de Moraes, Ormando Moraes e Renato Pacheco

Diagramação, montagem e arte final: Sergio Maitan

Composição: Copigraf Editora Ltda

Capa: Carmen Lucia Marques

Compilação: Walter de Aguiar Filho, abril/2022

 

Personalidades Capixabas

Miguel de Aguiar

Miguel de Aguiar

Miguel Manoel de Aguiar Junior nasceu em Vila Velha – ES, em 31 de março de 1893. Filho de Miguel Manoel de Aguiar e Maria da Penha Nunes de Aguiar, teve como irmãos, Augusto, João, Vitória, Manoel, Maria e Carolina. Aos quatro anos perdeu seu pai e aos nove anos sua amada mãe

Pesquisa

Facebook

Leia Mais

Engenheiros - Os 10 mais antigos

Dr. Antonio Francisco de Athayde. Político. Foi Deputado estadual e Prefeito da vizinha cidade do Espírito Santo, antiga Vila-Velha, dando-lhe o belo traçado que hoje apresenta e que lhe permitiu extraordinário desenvolvimento

Ver Artigo
Administradores do Passado - Por Eurípedes Queiroz do Valle

Francisco Gil de Araujo, Francisco Alberto Rubim, Dr. Moniz Freire, Dr. Jerônimo de Sousa Monteiro, Dr. Bernardino de Souza Monteiro e outros       Francisco Gil de Araujo, Francisco Alberto Rubim, Dr. Moniz Freire, Dr. Jerônimo de Sousa Monteiro, Dr. Bernardino de Souza Monteiro e outros  

Ver Artigo
Advogados do Presente - Por Eurípedes Queiroz do Valle

2) Dr. Jair Etienne Desaunne. Professor de Direito. Jornalista. Conferencista. Tribuno. Líder católico

Ver Artigo
Advogados do Passado - Por Eurípedes Queiroz do Valle

1) Dr. João Clímaco de Alvarenga Rangel. Coube-lhe a defesa dos Escravos que em 1849 tomaram parte no levante de Queimados, episódio histórico conhecido por “Insurreição de Queimados

Ver Artigo
Advogados do Passado - Os 10 mais lembrados

Dr. Eurico de Aguiar Salles. Secretário de Estado. Deputado Federal. Professor de Direito. Ministro da Justiça e Negócios Interiores

Ver Artigo