Morro do Moreno: Desde 1535
Site: Divulgando desde 2000 a Cultura e História Capixaba

Saldanha da Gama - Ontem e hoje

Saldanha da Gama - ontem e hoje

O Clube Saldanha da Gama foi inaugurado sobre o antigo Forte São João em Vitória, construído em 1592, no governo de D. Luiza Grinalda, às pressas, logo após a invasão de Vitória pelo corsário inglês Thomas Cavendish.

Do local, tem-se uma linda vista da baía de Vitória. Possui até hoje os velhos canhões que guarneciam o forte.

Quem foi Thomas Cavendish?

Por volta de 1592, o governo da Colônia teve conhecimento de que seriam atacados pelo corsário inglês Thomas Cavendish. Com tempo suficiente para organizar a resistência, o capitão Miguel de Azeredo reuniu os homens em condições de combater o inimigo. De igual modo, apelou para os índios goitacases aldeados perto do centro de Vila Velha. O chefe dos goitacases, Jupi-açu, se colocou ao lado dos colonos. Não seria a primeira vez que lutariam contra os invasores estrangeiros.

Vários índios se postaram em posição de defesa em Vila Velha, alguns em Piratininga e outros na Prainha.

Com rapidez, brancos e nativos trataram de acumular sobre o Penedo muitas pedras de fácil remoção. No lado oposto, isto é, na elevação onde mais tarde foi construído o Forte São João, tomaram os colonos a mesma providência.

Os corsários ingleses acharam que iam surpeender e no entanto, foram surpreendidos. Quando os ingleses, comandados por Morgan, segunda pessoa de Cavendish, tentaram desembarcar na ilha, foram atingidos por pedras, flechas e tiros de arcabuzes.

Ao final da batalha, quarenta corpos dos ingleses jaziam no local, sem contar os afogados levados pela correnteza da maré. Entre os mortos estava Morgan, elemento de confiança do corsário Cavendish. Oito ingleses foram feitos prisioneiros e Cavendish recolheu os feridos e mandou incendiar a outra nau, pois não dispunha agora de marinheiros que a tripulassem. Pôs-se ao largo e fugiu a todo pano perante o delírio dos colonos que comemoravam a vitória sobre os corsários ingleses.

 

Fonte: Vila Velha seu passado e sua gente, 2002
Autor: Dijairo Gonçalves Lima
Compilação: Walter de Aguiar Filho, setembro/2014 

Matérias Especiais

Paisagens da Ilha do Mel - Por Maria Isabel Perini Muniz

Paisagens da Ilha do Mel - Por Maria Isabel Perini Muniz

A paisagem vista e interpretada através da arte nos mostra aspectos que se escondem do nosso olhar descuidado e muitas vezes indiferente

Pesquisa

Facebook

Leia Mais

Recordações do Arraiá

Festa antonina (Santo Antônio) realizada no dia 13 de junho de 1937, em Aribiri (Vila Velha), na chácara onde residia o Dr. Armando Azevedo, aqui nos versos tratado como "cumpade".

Ver Artigo
Todos na Festa Junina!

Confira a transcrição de matéria publicada no jornal A Gazeta em 27 de junho de 1961, sobre a festa do dia 17 de junho de 1961: Festa Junina no Ginásio "São José"

Ver Artigo
A Polícia Militar na Historiografia Capixaba - Por Gabriel Bittencourt

A Policia Militar jamais suscitou tanta evidência, seja na imprensa ou no seio da comunidade cultural, como neste ano em que comemora 150 anos de existência

Ver Artigo
A Consolidação do Processo da Independência no ES

O Norte da Província: uma região estratégica

Ver Artigo
Festejos de Natal: Reis

O Reis foi introduzido em Vila Velha pelo Padre Antunes de Sequeira. Filho de Vitória, onde nascera a 3 de fevereiro de 1832

Ver Artigo