Morro do Moreno: Desde 1535
Site: Divulgando há 16 anos Cultura e História Capixaba

Vasco Coutinho veio na certa!

Farol e a Praia de Santa Luzia, local de desembarque da expedição de Gaspar Lemos e Américo Vespúcio

Quando Vasco Fernandes Coutinho, o primeiro donatário do ES, recebeu a doação do Rei D. João III em 1534, o local para onde viria já era conhecido. Em 10 de maio de 1501, partiu de Lisboa a expedição comandada por Gaspar de Lemos, trazendo a bordo o navegador florentino Américo Vespúcio. Essa expedição foi a primeira a tocar o solo do Espírito Santo. Ao entrar na baía de Vitória, tiveram a sensação que era a foz de um rio de grande expressão. Isso ocorreu em 13 de dezembro de 1501. O rio foi denominado de rio Santa Luzia, por ser a data comemorativa dessa santa católica.

A comprovação do fato se dá no mais antigo mapa do brasil, o chamado Planisfério de Cantino, feito em 1502 e baseado nas descobertas da expedição de 1501, onde aparece o rio Santa Luzia.

Na foto ao lado, a pequenina praia à esquerda, localizada na propriedade da família Helal, ainda hoje é chamada de Santa Luzia. A outra praia da foto, à direita, é a Praia do Ribeiro (local dos barcos de pesca). Nessa praia existe a Igreja de Santa Luzia que está em construção pela comunidade local. Há também do outro lado numa parte voltada para o mar, o Farol de Santa Luzia. Outro fato interessante de nossa cultura é quando se pergunta para os moradores da região onde moram, eles respondem: - moro no Farol de Santa Luzia.

O dia de Santa Luzia, protetora dos olhos, é 13 de dezembro. Nessa data comemoram-se também o Dia do Ótico, Dia do Deficiente Visual, Dia do Marinheiro, Dia do Pedreiro e o Dia do Lapidador.

 

Autor: Walter de Aguiar Filho
Julho/ 2004

 

Nota do Site de mar/2011

Para quem quiser se aprufundar no assunto, no Prefácio de relançamento do Livro Província do Espírito Santo de Basílio Daemon (2010), o historiador Estilaque Ferreira dos Santos dá uma aula sobre o tema 



GALERIA:

📷
📷


Especiais

 Vitória entre as década de 40 a 70

Vitória entre as década de 40 a 70

Desde o princípio, Vitória foi palco das transformações políticas do Estado. Com o fim da Segunda Guerra, o encerramento da Era Vargas e a posse do general Eurico Gaspar Dutra, o Espírito Santo conheceu seu primeiro governador eleito, Carlos Lindemberg (1947-1950)

Pesquisa

Facebook

Leia Mais

Vitória - Cidade sol na década de 1920: economia, sociedade e cultura

Florentino Avidos (1924-1928), priorizou a ampliação da malha ferroviária, já iniciada por Nestor Gomes (1920-1924)

Ver Artigo
Aspectos da Escravidão – Trabalho e Família

O Espírito Santo era, durante o período escravista, uma província essencialmente agrícola e apoiada na força de trabalho dos escravos

Ver Artigo
Pedro Calmon no IHGES

O consagrado historiador pátrio Pedro Calmon, Presidente do Instituto Histórico e Geográfico Brasileiro

Ver Artigo
Patrimônio Cachoeirense II: Bernardino Monteiro

A transformação Bernardino Monteiro em uma Casa da Cultura é de todo viável

Ver Artigo
A explosão dos movimentos sociais na Grande Vitória na década de 70

Este não é um fenômeno isolado dos últimos anos da década de 70. É a retomada à nível nacional das grandes manifestações populares, depois de 15 (quinze) anos de silêncio 

Ver Artigo