Morro do Moreno: Desde 1535
Site: Divulgando há 16 anos Cultura e História Capixaba

Abissínia – Por seu Dedê

Rua Araribóia e o cemitério de Vila Velha, Centro - Abissínia - Fonte: mapio.net

Residência das famílias de pescadores. Lugar famoso pelas cantigas de Roda e outras brincadeiras no terreiro de Dona Julia.

Não se diria que era um bairro. O lugar hoje é conhecido como Rua Araribóia, fica logo atrás do Cemitério Municipal. Seus moradores, maioria pescadores, eram muito animados e em certos dias participavam das brincadeiras de roda em frente da casa. Ali residiu o muito conhecido e querido pescador Mestre Cabo Antônio; seus descendentes ainda hoje ali estão e alguns continuam na lida.

Antônio da Tapera ali constituiu família que ainda lá se encontra. Suas filhas, as professoras Lindaura, Léa e Lourdes muito enobrecem aquela comunidade. A nova geração (seus filhos) faz parte do magistério e cultiva suas origens.

 

Fonte: Memória do Menino... e de sua Vila Velha – Casa da Memória Instituto Histórico e Geográfico de Vila Velha-ES, 2014.
Autor: Edward Athayde D’ Alcântara
Compilação: Walter de Aguiar Filho, junho/2020

Vila Velha

O Sítio Pedra Dágua

O Sítio Pedra Dágua

No período  imperial o sítio “Pedra d’Água” foi parada obrigatória dos viajantes que a caminho seguiam com destino ao sul ou norte do país

Pesquisa

Facebook

Leia Mais

O Morro e a Rua do Celamim – Por Seu Dedê

O Morro Celamim era assim chamado por que sua medida era em tantos celamins de terra, uma medida de origem árabe, trazida pelos portugueses

Ver Artigo
Vila Velha, a Cidade, sua História – Por Seu Dedê

O geólogo canadense Charles Frederick Hart, visitou Vila Velha no ano de 1865

Ver Artigo
Praia da Costa – Por Seu Dedê

Na primeira curva da Praia, após a rebentação, havia a casa do doutor Dório Silva conhecida de todos como a Casa Branca

Ver Artigo
Antônio Francisco Athayde – Por Seu Dedê

Doutor Antônio Francisco de Athayde foi prefeito de Vila Velha no período de 1918 a 1921

Ver Artigo
A enchente de 1960 em Vila Velha – Por Edward Athayde D’Alcântara

Ponte da Barra do Jucu – Na foto o momento que antecedeu a sua destruição quando a ponte foi levada pelas águas da enchente de 1960

Ver Artigo