Morro do Moreno: Desde 1535
Site: Divulgando há 16 anos Cultura e História Capixaba

As Primeiras Escolas de Vila Velha

A primeira Escola Pública Estadual de Vila Velha, que funcionava na casa que mais tarde seria ocupada pelo casal Anselmo Cruz e Celeste, construída na Rua São Bento, no Antigo Cais das Pedrinhas, onde hoje está a guarita da FAMES. (FOTO 1)

Junto à Pedra do Cruzeiro, na Prainha, onde hoje temos a guarita da Escola de Aprendizes-marinheiros, está o casarão que abrigou a escola pública da antiga Rua São Bento. Nos primeiros anos deste século já era residência do casal Anselmo Cruz e senhora Celeste Pacheco Cruz. (Foto 1)

Escola Pública para meninos, a cargo do professor Ernane Souza, localizada na orla da Prainha. A casa foi demolida por volta de 1920, pelo prefeito Antônio Athayde, na execução das primeiras obras de urbanização da cidade. Tratava-se de uma sala da residência do professor.

Escola Pública para meninas instalada na residência da professora Francelina Carneiro Setúbal, localizada à esquina da Rua Vasco Coutinho e largo posterior da igreja do Rosário, hoje Praça Otávio Araújo. (Foto 2)

Escola Pública mista localizada à esquina da Rua Coronel Mascarenhas e Praça da Bandeira, ao lado da igreja do Rosário. Foi construída em 1911, pelo governo Jerônimo Monteiro.

Escola Pública, a cargo da professora Assisolina de Assis, localizada à esquerda das Ruas Padre Carneiro e Pedro Palácios. A casa e a Rua Padre Carneiro desapareceram em conseqüência das obras de urbanização realizadas durante a segunda administração do prefeito Eugênio Pacheco de Queiroz, em 1940.

Escola Pública que funcionava na casa de esquina das Ruas Jerônimo Monteiro e Presidente Lima e que estava a cargo das professoras Cynthia e Izaltina Fernandes. Essa escola atendia às crianças do antigo bairro da Maxambomba.

Escola Pública mista, que ocupou o belo casarão da Rua Dom Jorge Menezes e possibilitou o agrupamento das pequenas escolas instaladas nas residências dos professores. Era o começo do Grupo Escolar Vasco Coutinho, localizado hoje na Praça Duque de Caxias e cuja construção já estava em andamento, a Cargo do Governo do Estado. Após a sua inauguração, em 1932, esse grupo escolar centralizou todas as classes existentes no centro urbano de Vila Velha e teve como primeiro diretor o professor Ernane Souza (foto 3 e 4).

 

Até a metade do nosso século Vila Velha só tinha escola Primária, ou de primeiro grau. Para cursar o ginásio – ou segundo grau, o estudante deveria deslocar-se diariamente até Vitória.

Para isso era indispensável que a família tivesse recursos para arcar com as despesas de colégio, transporte e merenda. Com isso, poucos estudantes puderam continuar os estudos depois de completar o curso primário ou primeiro grau.

Em 1950, a Câmara Municipal decretou e o prefeito Domício Ferreira Mendes sancionou a Lei Municipal n° 85, que autorizou e efetivou a doação da área do Sítio Batalha aos Irmãos Maristas. Consta que tal medida acarretou uma despesa apreciável para o erário municipal, que para isso desapropriou a área. Por outro lado, é importante que seja observado o conteúdo do parágrafo terceiro do artigo segundo, que diz:

A união Brasileira de Educação e Ensino [Irmãos Maristas], ficará obrigada a conceder, em cada série, gratuitamente, à Prefeitura Municipal (três) 3 matrículas no curso ginasial e (duas) 2 no curso colegial.

Segundo dados do IBGE, em 1956, Vila Velha tinha trinta e quadro unidades de ensino primário fundamental em funcionamento, com 4.800 alunos matriculados. Eram recentes as aberturas do Ginásio Nossa Senhora da Penha pelos Irmãos Maristas e do Instituto Nossa Senha das Graças, sob a direção de irmãs religiosas e localizada, à Rua Luciano das Neves, onde está até hoje.

 


Fonte: VILA VELHA Onde começou o Estado do Espírito Santo, 1999
Autor: Jair Santos
Compilação: Walter de Aguiar Filho Outubro/2013



GALERIA:

📷
📷


Vila Velha

Cais dos Padres – Por Seu Dedê

Cais dos Padres – Por Seu Dedê

Na tela de Benedito Calixto de 1927, vê-se a primeira alfândega da Capitania

Pesquisa

Facebook

Leia Mais

O Morro e a Rua do Celamim – Por Seu Dedê

O Morro Celamim era assim chamado por que sua medida era em tantos celamins de terra, uma medida de origem árabe, trazida pelos portugueses

Ver Artigo
Vila Velha, a Cidade, sua História – Por Seu Dedê

O geólogo canadense Charles Frederick Hart, visitou Vila Velha no ano de 1865

Ver Artigo
Praia da Costa – Por Seu Dedê

Na primeira curva da Praia, após a rebentação, havia a casa do doutor Dório Silva conhecida de todos como a Casa Branca

Ver Artigo
Antônio Francisco Athayde – Por Seu Dedê

Doutor Antônio Francisco de Athayde foi prefeito de Vila Velha no período de 1918 a 1921

Ver Artigo
A enchente de 1960 em Vila Velha – Por Edward Athayde D’Alcântara

Ponte da Barra do Jucu – Na foto o momento que antecedeu a sua destruição quando a ponte foi levada pelas águas da enchente de 1960

Ver Artigo