Morro do Moreno: Desde 1535
Site: Divulgando há 16 anos Cultura e História Capixaba

Capela de Nossa Senhora das Neves

Interior da Capela de Nossa Senhora das Neves

Construída no século XIX, pelo Estado, no terreno do antigo Convento de São Francisco, para receber vítimas das epidemias que assolavam Vitória.

A Capela de Nossa Senhora das Neves serviu de capela mortuária até 1908, quando foi inaugurado o cemitério de Santo Antônio.

Antes da abertura da Rua Uruguai, o Morro de São Francisco era coberto por uma densa mata e de longe se avistava a capelinha.

Hoje, escondida atrás dos prédios, encontra-se tombada pelo Conselho Estadual de Cultura.

Até a década de 40, no dia 5 de agosto, a Irmandade de Nossa Senhora das Neves promovia a procissão de sua padroeira, cuja imagem está atualmente na Igreja de São Gonçalo.

 

Fonte: Roteiro Histórico de Vitória,2007 e Projeto Visitar
Compilação: Walter de Aguiar Filho, julho/2011

 

 

LINK RELACIONADO:

 

>> A Igreja e o Convento de São Francisco

 

 

 

 

 



GALERIA:

📷
📷


Monumentos

O Cinturão de Vitória - Por Adelpho Monjardim (1949)

O Cinturão de Vitória - Por Adelpho Monjardim (1949)

Um vale rochoso, estreito e profundo, que o mar invadiu para formar a atual Baía de Vitória, liga o maciço da ilha às montanhas do continente

Pesquisa

Facebook

Leia Mais

A História do Morro do Moreno – Por Seu Dedê

O sítio natural conhecido como Morro do Moreno foi palco de vários eventos importantes da história do Espírito Santo

Ver Artigo
Praça João Clímaco

Localizada em frente ao Palácio Anchieta, a Praça João Clímaco, ex-praça Afonso Brás, foi durante três séculos chamada ora como largo do Colégio, ora largo Afonso Brás

Ver Artigo
Pedra do Cruzeiro - Seu Por Dedê

Localizada no Sítio Histórico da Prainha é também conhecida como Pedra de Nossa Senhora

Ver Artigo
Pedra dos Ovos - Lenda

Numa fazenda, para os lados de Vila Velha, sentado num tamborete, na varanda da casa-grande, o africano setuagenário relatava a coletânea dos seus conhecimentos lendários, aos sinhozinhos atentos: - O Muxuara, o Jucutuquara, a Penha, o Penedo...

Ver Artigo