Morro do Moreno: Desde 1535
Site: Divulgando há 16 anos Cultura e História Capixaba

Colônia de Pescadores Z5 da Praia do Suá - Por José Carlos Mattedi

Colônia de Pescadores da Praia do Suá - Z5

Os primeiros registros sobre a Colônia de Pescadores datam de 16 de maio de 1925. Era ainda Zona 2 (Z2). Alguns dos fundadores: João Rodrigues da Silva, Torquato Marques, David Maio, Hermes Reis e Belmiro Rodrigues da Silva. Comenta Amélia Maio que seu avô, David, entrou com parte do dinheiro necessário para a construção da sede, valor que tempos depois foi reembolsado com o pagamento periódico dos pescadores.

Nos anos 20, a associação de pesca ocupava um barracão coberto com telhado de zinco, no mesmo endereço atual. Já na década de 30, o prédio passou a ser de alvenaria, abrigando inclusive as missas improvisadas dos fiéis católicos do bairro. Em 1939, a colônia contava com 72 pescadores inscritos. Anos depois, a sede ganhou um andar superior, onde passou a funcionar a parte administrativa da colônia, e no salão realizavam-se os bailes da comunidade. O térreo ficou como mercado de pescado dos associados.

No final dos anos 50 e início dos anos 60, a colônia viveu uma de suas melhores fases, com a construção do Hospital dos Pescadores, uma iniciativa da própria associação. Mas, por má gestão de uma das diretorias, em 1963 a unidade de saúde foi arrendada ao governo federal (o imóvel, em 1993, foi retomado, mas ainda não há uma definição sobre sua utilização). Também na década de 60, o segundo andar da sede foi alugado para abrigar o Grupo Escolar Colatina Mascarenhas — hoje, desativado.

O objetivo da colônia, desde sua criação, segundo um dos seus diretores, Reginaldo Aquilino Tavares (o Alemão), 45 anos, foi o de apoiar os pescadores, "dando assistência social, médica e sindical". Atualmente, a colônia chama-se Z5 e é a maior do Estado. Tem 3.400 associados, e atende pescadores de bairros costeiros da capital, da Serra e de Nova Almeida, e municípios do interior capixaba e mineiro, como Colatina e Baixo Guandu, Governador Valadares e Conselheiro Pena, devido a pesca fluvial.

Os marujos do Suá têm mais de 60 barcos, e vendem seu produto diretamente no mercado da associação, no térreo da sede. Há alguns anos, a colônia oferecia atendimento médico e odontológico gratuito, serviço que foi desativado, somado a perda do convênio com o Sistema Único de Saúde (SUS). Hoje, cuida apenas do seguro-desemprego dos pescadores na época do defeso e do cadastro para novos interessados na profissão, além de conviver com pesadas dívidas. Seu atual presidente é Álvaro Martins da Silva.

 

Fonte: Praia do Suá – Coleção Elmo Elton nº 9 – Projeto Adelpho Poli Monjardim, 2002 – Secretaria Municipal de Vitória, ES

Prefeito Municipal: Luiz Paulo Vellozo Lucas

Secretária de Cultura: Luciana Vellozo Santos

Subsecretária de Cultura: Joca Simonetti

Administradora da Biblioteca Adelpho Poli Monjardim: Lígia Mª Mello Nagato

Conselho Editorial: Adilson Vilaça, Condebaldes de Menezes Borges, Joca Simonetti, Elizete Terezinha Caser Rocha, Lígia Mª Mello Nagato e Lourdes Badke Ferreira

Editor: Adilson Vilaça

Projeto Gráfico e Editoração Eletrônica: Cristina Xavier

Revisão: Djalma Vazzoler

Impressão: Gráfica Sodré

Texto: José Carlos Mattedi

Fotos: Raquel Lucena

Compilação: Walter de Aguiar Filho, março/2020

Curiosidades

Hospital São Pedro - José Carlos Mattedi

Hospital São Pedro - José Carlos Mattedi

A inauguração do Hospital São Pedro ocorreu em 1959. "Dr. Guedes tinha muito ciúme da estátua de São Pedro

Pesquisa

Facebook

Leia Mais

Viajantes Estrangeiros ao ES – Barão de Humboldt

Basilio Daemon refere-se à possível passagem do Barão de Humboldt, no ano de 1800, pelo Espírito Santo

Ver Artigo
Tropeiros percorrem em 20 dias 650 quilômetros de história

Ao longo de 20 dias, um grupo de 13 capixabas está revivendo parte da história do Brasil Colônia ao refazer os passos de Dom Pedro pelo interior do Estado

Ver Artigo
Pedra da Onça - Por Seu Dedê

Localizada à margem esquerda do canal da Costa, braço sul. De frente ao Shopping Praia da Costa 

Ver Artigo
Ponga de Bonde – Por Edward Athayde D’Alcântara

Existe uma diferença entre carona e ponga

Ver Artigo
Praia da Sereia - A origem do nome

A origem do seu nome remonta aos primeiros anos do século XX, quando chegaram a Vila Velha, vindos do Rio de Janeiro, alguns construtores para construir o Terceiro Batalhão de Caçadores

Ver Artigo