Morro do Moreno: Desde 1535
Site: Divulgando há 16 anos Cultura e História Capixaba

Fonte Milagrosa do Convento da Penha

Fonte Milagrosa do Convento da Penha

Localizada no terraço inferior do Convento de Nossa Senhora da Penha

As Terras do Convento – Por Nobertino Bahiense

As Terras do Convento – Por Nobertino Bahiense

O documento de doação feita pela Governadora da Capitania do Espírito Santo, Da. Luísa Grinalda, desde a longínqua data de 6 de dezembro de 1591

Visitas Ilustres no Convento da Penha - Frei Venâncio Willeke O. F. M.

Visitas Ilustres no Convento da Penha - Frei Venâncio Willeke O. F. M.

Existem no arquivo do Convento da Penha cinco livros de visitas. O primeiro traz a data de 1849. Foi aberto pelo então guardião Frei Vitorino de Santa Felicidade

O Saque Holandês – Por Norbertino Bahiense

O Saque Holandês – Por Norbertino Bahiense

Conta ainda Frei Basílio, citando Jaboatão, que "um dos holandeses tentou tirar o anel precioso do dedo de Nossa Senhora

O Convento da Penha – Por Maria Stella de Novaes

O Convento da Penha – Por Maria Stella de Novaes

Peregrino, contempla o augusto monumento  da terra capixaba. Ali, vive a rezar, em hosanas de glória, ou rudez do tormento, o coração de um povo!

Visão dos Holandeses (Poesia) - Por Orminda Escobar Gomes

Visão dos Holandeses (Poesia) - Por Orminda Escobar Gomes

De além se divisava a linda capelinha, /Erguida sobre a rocha. Esplêndida moldura /O céu azul turquesa... Excêntrica, a estrutura /Do monte-matagal a florescer... Na linha

Radiosa - Por Orminda Escobar Gomes

Radiosa - Por Orminda Escobar Gomes

Vitória, és joia rara! /Realças entre as demais! /Teus campos e tuas praias, /Tão lindas, não têm rivais!

Cerração (Poesia) - Convento da Penha

Cerração (Poesia) - Convento da Penha

Um dia esplendoroso. O sol quente, escaldante / Suave azul do céu. O esmeraldino mar / Oscula, brandamente, a praia. Singular / Beleza e alacridade em torno... Mas, distante...

Terremoto em Vitória e em Vila Velha (Poesia) - Por Orminda Escobar Gomes

Terremoto em Vitória e em Vila Velha (Poesia) - Por Orminda Escobar Gomes

Agosto. Quase findo, o seu primeiro dia. / Dezoito século... Sim!... Sessenta e sete ou nove?! / Das lides descansando, a gente adormecia...

O Milagre da Seca - Poema de Orminda Escobar Gomes

O Milagre da Seca - Poema de Orminda Escobar Gomes

Chegados ao Cais Grande — Praça Oito, agora.../Compacta multidão se comprimia, à espera/Da excelsa Padroeira; — a fidalguia era/Presente, como o clero e as irmandades... Chora